A+ / A-

Reposta a normalidade no metro de São Petersburgo

04 abr, 2017 - 12:45 • Rui Barros

Não foi encontrado nenhum dispositivo explosivo na rede de metro de São Petersburgo, informou o gabinete de comunicação do metropolitano

A+ / A-
S. Petersburgo. Normalidade reposta depois de falsa ameça de bomba
S. Petersburgo. Normalidade reposta depois de falsa ameça de bomba

O metropolitano de São Petersburgo retomou à normalidade depois de uma ameaça de bomba ter levado ao fecho de algumas estações, informou o gabinete de comunicação do metropolitano da cidade, citado pela agência Interfax.

“Todas as estações e tuneis foram verificadas e não foi encontrado qualquer explosivo”, informou o gabinete de comunicação do metropolitano.

Duas estações de metro e a faculdade de direito de São Petersburgo foram evacuadas após uma ameaça de bomba, na manhã desta terça-feira.

No dia 3 de Abril, uma bomba dentro da composição que fazia a ligação entre a estação do Instituto Tecnológico e “Sennaya” explodiu, matando 14 pessoas e ferindo 51.

O ataque, que ainda não foi reivindicado, terá sido levado a cabo por um bombista suicida, de 23 anos, natural da Ásia Central. Os serviços secretos identificaram Akbarzhon Jalilov, nascido em Osh em 1995 (altura em que o Quirguistão, uma província da russa), como o presumível autor dos atentados.

As autoridades de São Petersburgo decretaram três dias de luto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+