A+ / A-

Ataque a retiro para monges em França faz um morto. Atacante está em fuga

24 nov, 2016 - 22:48

A vítima mortal é uma vigilante do espaço, onde viviam antigos religiosos que tinham trabalhado em África.

A+ / A-

Um homem armado, pelo menos com uma faca, entrou em retiro de monges em em Monferrier-sur-Lez, perto de Montpelier, em França. Segundo fonte oficial, 70 monges foram salvos pelas autoridades, mas o atacante está em fuga.

Continua em curso uma operação policial no local.

As autoridades encontraram, pelo menos, uma vítima mortal, que será uma mulher, a vigilante do retiro.

"A busca ao edifício terminou às 00h30" (23h30 de Lisboa), acrescentou fonte policial, citada por agências noticiosas internacionais. Uma empregada do estabelecimento, que era a vigilante, foi atada de pés e mãos e morta pelo atacante com recurso a uma arma branca, detalhou.

O diário “Le Figaro” indicou, na sua edição digital, que o agressor estava só e que tinha entrado nas instalações também com uma espingarda, acrescentando que as suas motivações eram ainda desconhecidas.

A cadeia televisiva “iTélé” acrescentou que não há elementos que permitam falar em acto terrorista.

No centro atacado viviam 70 pessoas, antigos religiosos que tinham trabalhado em África.

[actualizado às 6h00 de dia 25]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luisa
    25 nov, 2016 Porto 20:17
    Era bom que mostrassem um mapa do local e região de França!
  • Mais um...
    25 nov, 2016 lisboa 16:50
    Mais um Frances das arabias ou das africas... Coitadinho sofre debpertubaçoes mentais tem traumas de guerra...
  • Andre
    25 nov, 2016 Lisboa 08:00
    Tenho achado fascinante o modo como os cidadaos portuguese repudiam todo e qualquer acto de violencia na Europa e nisso têm o meu apoio pelo simples facto de nao ser "humano" este tipo de açoes. Mas e que tal "sei lá", começarem por tentar melhorar o nosso proprio país? Como por exemplo, votar, participar ativente em manifs que defendam os nossos ideais e frequentar algumas sessoes no parlamento? É " delicioso" ver uma preocupaçao tao despreocupada com o que realmente importa! Viva o futebol e os programas e/ou jornais sencionalistas! Viva o facebook e as varias de dezenas de apps para controlarmos a viada alheia... Enfim, Passem bem
  • Mais do mesmo...
    25 nov, 2016 lisboa 01:23
    Mais do mesmo...até quando europa?...

Destaques V+