A+ / A-

Custos do trabalho aumentam 6,6% em 2023

25 mar, 2024 - 13:59 • Lusa

É a taxa mais alta desde os 8,7% registados em 2020.

A+ / A-

O aumento das remunerações superior ao da produtividade levou a que o custo do trabalho por cada unidade produzida aumentasse 6,6% em 2023, revelou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados preliminares do organismo de estatística para o ano passado revelam uma subida do custo do trabalho de 0,5% em 2022 para uma taxa de 6,6,% em 2023, a mais alta desde os 8,7% registados em 2020.

Os custos do trabalho por unidade produzida (CTUP) no ano passado resultam de um aumento de 8,1% da remuneração média, superior ao crescimento da produtividade, que registou uma taxa de variação de 1,4%.

O custo médio do trabalho por cada unidade produzida corresponde ao resultado do rácio entre a remuneração média por trabalhador remunerado e a produtividade aparente do trabalho, constituindo uma medida de competitividade das empresas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+