A+ / A-

Crédito à habitação. Juro implícito sobe em janeiro para o valor mais alto desde março de 2009

19 fev, 2024 - 11:19 • Lusa

No último mês, a parcela relativa a juros representou 61% da prestação média, o que compara com 36% em janeiro de 2023.

A+ / A-

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 4,657% em janeiro, o valor mais elevado desde março de 2009, traduzindo uma subida de 6,4 pontos base face a dezembro, divulgou esta segunda-feira o INE.

De acordo com os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro desceu pela terceira vez consecutiva, passando de 4,342% em dezembro para 4,315% em janeiro.

Já a prestação média fixou-se em 404 euros no primeiro mês deste ano, o valor máximo desde o início da série (janeiro de 2009), mais quatro euros do que em dezembro do ano passado e mais 89 euros do que em janeiro de 2023, o que traduz um aumento mensal de 1%, tal como no mês anterior.

No último mês, a parcela relativa a juros representou 61% da prestação média, o que compara com 36% em janeiro de 2023.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação desceu 12 euros face ao mês anterior, para 639 euros em janeiro deste ano, o que corresponde a um aumento de 20,3% face ao mesmo mês do ano anterior. .

O capital médio em dívida para a totalidade dos créditos à habitação aumentou 193 euros, para 64.790 euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+