Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Renováveis representaram 70,7% da produção de eletricidade em 2023

12 jan, 2024 - 14:53 • Lusa

Analisando só a geração no mês de dezembro, APREN conclui que peso das renováveis chegou aos 81,3%.

A+ / A-

As fontes de energia renováveis foram responsáveis em 2023 por 70,7% da geração de eletricidade, segundo a APREN, que indicou ainda que o preço médio no Mercado Ibérico de Eletricidade (Mibel) foi 47% inferior ao ano anterior.

Num boletim divulgado esta quinta-feira, a Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) destacou que "em Portugal Continental foram gerados 44.128 GWh [gigawatts hora] de eletricidade no acumulado dos meses de janeiro a dezembro de 2023, dos quais 70,7% foram de origem renovável".

Analisando só a geração no mês de dezembro, a APREN concluiu que o peso das renováveis chegou aos 81,3%. "O aumento de 6,4% face a dezembro de 2022 deve-se a um aumento transversal da produção renovável, destacando-se a hídrica que incrementou em 4% a sua produção, mas principalmente, deveu-se à redução da incorporação do gás natural em 10%", referiu.

A APREN revelou ainda que "entre 1 de janeiro e 31 de dezembro, o preço médio horário registado no Mibel em Portugal", de 88,3 euros por megawatt hora, "representa uma diminuição de aproximadamente 47% face ao período homólogo do ano passado".

"No mesmo período foram registadas 1.015 horas não consecutivas em que a geração renovável foi suficiente para suprir o consumo de eletricidade de Portugal Continental, com um preço horário médio no Mibel de 65,4 euros/MWh [megawatt hora]", indicou a APREN.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+