Tempo
|
A+ / A-

Compras aumentaram 16% no Natal. Dia 23 bateu recordes

04 jan, 2024 - 14:56 • Sandra Afonso

Portugueses deixaram as compras de Natal para os últimos dias: 21, 22 e 23 de dezembro registaram o maior número de transações, com mais de oito milhões de operações por dia.

A+ / A-

As compras aumentaram 16% este Natal e atingiram novo recorde no dia 23. Segundo dados da SIBS, que gere a rede multibanco, o consumo aumentou 16% em dezembro, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Destaque para as compras online, que aumentaram 37,9%, enquanto em loja subiram apenas 12,5%.

Os portugueses deixaram as compras para a semana antes do Natal. Os dias com mais transações foram 21, 22 e 23, com mais de 8 milhões de operações por dia.

No entanto, o recorde de transações por segundo foi registado no último sábado antes do Natal, a 23 – foram processadas 393 transações por segundo. Este foi também o dia com mais compras na rede multibanco, 56% acima da média diária do ano.

Na hora de pagar, as transações online também continuam a ganhar peso, já representam 18% do total dos pagamentos registados em dezembro. Ou seja, aumentaram 3 pontos percentuais face a 2022.

Os pagamentos por MB WAY também subiram, tanto em compras online (mais 1,7 vezes em comparação homóloga) como em loja (mais 1,8 vezes).

A SIBS indica ainda que aumentaram em dezembro 11% as compras de portugueses no estrangeiro. Também a subir, neste caso 23%, estão as compras com cartões estrangeiros em Portugal.

Por tipo de despesa, os setores com mais pagamentos em dezembro, em comparação com os restantes 11 meses do ano, são a Casa & Decoração (cresceu 2,2x), Jogos & Brinquedos (2x), Perfumaria & Cosmética (1,9x) e Roupa & Acessórios (1,8x).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+