A+ / A-

Comissão de ética do Banco de Portugal vai avaliar conduta de Mário Centeno

11 nov, 2023 - 14:17 • Miguel Marques Ribeiro com Lusa

Em causa está o convite que António Costa fez ao governador para o substituir no cargo de primeiro-ministro. A comissão de ética do Banco de Portugal deve reunir-se na segunda-feira, avança o jornal ECO.

A+ / A-

A comissão de ética do Banco de Portugal deverá reunir na próxima segunda-feira para avaliar o comportamento do governador Mário Centeno, durante a crise política que levou à queda do Governo. A informação foi avançada este sábado pelo jornal digital ECO.

Em causa, está o convite feito pelo primeiro-ministro a Mário Centeno para o substituir no cargo de chefe do Executivo. Os membros da comissão liderada por Rui Vilar, antigo chairman da Caixa Geral de Depósitos, vão avaliar uma eventual quebra de independência do governador e possíveis incompatibilidades ou conflitos de interesses.

Partidos da oposição criticam convite de Costa

Mário Centeno ainda não se pronunciou sobre o caso, mas na sexta-feira, diversos partidos criticaram a iniciativa de António Costa.

“Isto é apenas mais uma demonstração, mas bastante mais grave, da falta de independência que o governador do Banco de Portugal tem”, declarou aos jornalistas o líder parlamentar do PSD, Joaquim Miranda Sarmento, uma ideia secundada pelo Chega.

O líder parlamentar da IL, Rodrigo Saraiva, falou de "uma solução de secretaria" que, caso tivesse sido aceite por Marcelo, teria sido nociva para o país. Já Inês Sousa Real mostrou-se contra o sistema de "portas giratórias", referindo-se à possibilidade de Centeno regressar ao Governo, desta vez para liderar a governação, depois de ter sido ministro das Finanças entre 2015 e 2020.

Em contraponto, o o líder parlamentar, Eurico Brilhante Dias, defendeu que "qualquer português responsável" deve aceitar o desafio de ajudar o país.

Comissão investiga e emite parecer sobre o comportamento dos visados

Entre as competências inclui-se “emitir, por sua iniciativa e após audição dos visados, parecer sobre a conformidade de determinada conduta dos membros do Conselho de Administração com o previsto no código de conduta que lhes é aplicável”, bem como solicitar aos destinatários do parecer emitido informação sobre a conduta observada.

A Comissão de Ética reúne-se uma vez por trimestre e extraordinariamente sempre que for convocada por iniciativa de qualquer dos seus membros ou pela solicitação do Conselho de Administração ou do Conselho de Auditoria.

[Notícia atualizada às 17h51]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    11 nov, 2023 aldeia 18:29
    Nunca despiu a camisola do PS......no futebol, é que continuamos a gostar e a usar a camisola do nosso clube, em funções como esta , deveria haver isenção e imparcialidade e fazer tudo a bem de Portugal.
  • Luiz
    11 nov, 2023 SANTO ANTÓNIO DOS CAVALEIROS 18:00
    Se estamos a falar de "Ética" Ainda vem o antigo governador e a Vidalha I pedir a cabeça do mais competente e sério para o cargo!

Destaques V+