A+ / A-

Banco de Portugal

Empréstimos de crédito à habitação caem pela primeira vez em cinco anos

28 ago, 2023 - 13:47 • João Carlos Malta

Há cinco meses que o volume de crédito concedido pelos bancos para a aquisição de compra está abaixo dos 100 mil milhões de euros.

A+ / A-

Os empréstimos de crédito à habitação estão em queda algo que já não acontecia há vários anos, marcando o fim de uma tendência de crescimento de apoio da banca às famílias na compra de casa.

No final de julho de 2023, o montante total de empréstimos para habitação era de 99,3 mil milhões de euros, menos 0,1 mil milhões de euros do que em junho. Relativamente a julho de 2022, os empréstimos com esta finalidade decresceram 0,1%.

A informação consta do boletim informativo do Banco de Portugal, publicado esta segunda-feira.

Há cinco anos que isto não acontecia. "Desde outubro de 2018 que não se observava uma taxa de variação anual negativa para o crédito à habitação. Esta evolução reflete o aumento das amortizações antecipadas e o abrandamento na procura de crédito à habitação", sublinha a instituição liderada por Mário Centeno.

Os empréstimos ao consumo atingiram, no final de julho, 20,9 mil milhões de euros, igual a junho. Em termos anuais, este valor traduz um crescimento de 4,0% em relação a julho de 2022 (3,8% em junho).

Em julho deste ano, a taxa de juro média dos novos empréstimos à habitação, segundo os dados do Banco de Portugal, registou uma subida de 3,97% para 4,15%, sendo a primeira vez em 11 anos que ultrapassa os 4%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+