Tempo
|
A+ / A-

Cofina. CMVM levanta suspensão de negociações das ações

03 jul, 2023 - 08:58 • Lusa

Suspensão vigorava desde sexta-feira, quando foi noticiado que Cristiano Ronaldo seria investidor.

A+ / A-

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) levantou esta segunda-feira a suspensão das negociações das ações da Cofina, que vigorava desde sexta-feira, quando foi noticiado que Cristiano Ronaldo seria investidor na Cofina Media.

O levantamento da suspensão da negociação das ações Cofina, SGPS, SA, decorre "na sequência da divulgação de informação relevante ao mercado", refere a CMVM.

Na sexta-feira, o administrador executivo da Cofina Media, Luís Santana, confirmou à Lusa que o futebolista Cristiano Ronaldo é investidor no 'Management Buy Out' (MBO) empresa, que está a ser preparado por um conjunto de quadros, depois de o ECO ter noticiado que Ronaldo iria ser acionista de referência da Cofina.

"Contar com Cristiano Ronaldo, o melhor futebolista de sempre, um atleta de exceção que partilha os valores da exigência, do rigor, do trabalho e da resiliência, como investidor é naturalmente um grande motivo de satisfação para a equipa que está a desenvolver o Management Buy Out da Cofina Media, que oportunamente será apresentado aos acionistas", rematou o administrador executivo da Cofina Media.

Em 30 de maio, Luís Santana tinha confirmado que, em conjunto com quadros da empresa, estava a preparar um MBO, garantindo que "em momento algum ficará refém de qualquer tipo de interesses".

A Cofina Media detém o Correio da Manhã, a CMTV, o Jornal de Negócios, Record e Sábado, entre outros, e um MBO acontece quando uma empresa é comprada pelos seus gestores.

"Eu e um conjunto de quadros da Cofina Media estamos a preparar um 'Management Buy Out', que planeamos apresentar oportunamente ao acionista da empresa, com o qual não temos mantido qualquer tipo de negociações", afirmou, na altura, Luís Santana.

Quando foram suspensas, as ações da Cofina estavam a subir 16,13%, para 0,36 euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+