Tempo
|
A+ / A-

Governo

Desemprego está em níveis "historicamente muito baixos"

30 jun, 2023 - 12:44 • Lusa

Taxa de desemprego fixou-se em 6,4% em maio, um aumento homólogo de 0,4 pontos percentuais, mas uma diminuição de 0,1 pontos face ao valor registado no mês anterior.

A+ / A-

O secretário de Estado do Trabalho, Miguel Fontes, considerou esta sexta-feira que a taxa de desemprego, que o INE indicou ter-se fixado em maio em 6,4%, “está em níveis historicamente muito baixos”, representando “um bom problema” para o Governo.

“Olhamos para estes números e para esta taxa de desemprego, ontem [quinta-feira] divulgada pelo INE [Instituto Nacional de Estatística] de 6,4%, com muita confiança, sem qualquer triunfalismo. São números muito positivos”, referiu.

À margem da 1.ª Feira de Emprego e Mostra Formativa de Coimbra, que decorre no Convento S. Francisco, o governante evidenciou que os números do desemprego, referentes a maio, fazem deste mês um dos melhores “de uma série longuíssima de anos”.

“Estamos com um universo de desempregados que é particularmente reduzido e eu costumo dizer que esse é um bom problema. Como secretário de Estado do Trabalho, prefiro ter esse problema do que o inverso, que é o problema de um alto nível de desemprego”, sustentou.

No seu entender, estes números desafiam os empregadores, que “têm de competir pelo talento, pelo fator das pessoas”.

“Isso traz consigo algumas dinâmicas positivas, sendo uma delas o aumento dos salários dos trabalhadores portugueses. Até agora nós vimos um aumento significativo este ano, em cerca de 8% no trabalho que é declarado à Segurança Social, o que nos deixa particularmente satisfeitos”, referiu.

Em declarações à agência Lusa defendeu ainda que, ao melhorarem-se os salários e as condições de trabalho dos portugueses, contribui-se para uma economia mais robusta e competitiva.

“Não é uma primeiro que a outra: é nós fazermos tudo isto em simultâneo. Hoje, se alguma coisa caracteriza as sociedades contemporâneas e as empresas que atuam no mercado, é a disputa pelo talento”, concretizou.

A taxa de desemprego fixou-se em 6,4% em maio, um aumento homólogo de 0,4 pontos percentuais, mas uma diminuição de 0,1 pontos face ao valor registado no mês anterior, segundo dados do INE.

Segundo a autoridade estatística, a população desempregada (338.600) diminuiu em relação ao mês anterior (1,7%) e a três meses antes (6,4%), tendo aumentado relativamente ao mês homólogo (8,5%).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+