A+ / A-

Administrador da TAP recebeu mais de um milhão de euros após dois anos na empresa

30 mar, 2023 - 22:58 • Manuela Pires

Caso de Max Urban foi revelado pela deputada Mariana Mortágua no Parlamento.

A+ / A-

Há mais uma indemnização ilegal na TAP. O caso foi revelado, esta quinta-feira, pela deputada Mariana Mortágua, do Bloco de Esquerda.

Mortágua deu conta do caso do administrador Max Urban, que esteve apenas dois anos na empresa e recebeu mais de um milhão de euros de pré-reforma, para além de outros prémios que acumulou.

“Depois de ter estado um ano ou dois na administração, esse administrador foi para um acordo de pré-reforma com um valor mensal de 27 mil euros. Em 2019 volta a administrador e acumula a pré-reforma com um salário de 84 mil euros anuais. Feitas as contas – salários, prémios, subsídios – a TAP pagou nesta pré-reforma 1350 mil euros a este administrador que trabalhou desde 2016 com um salário de 420 mil euros por ano, mais todos estes prémios”, refere a deputada.

Mariana Mortágua acrescenta: “Diz nos documentos da TAP que em 2022 este acordo de pré-reforma foi cancelado porque era ilegal ou não tinha sido formalizado”.

O administrador financeiro da companhia aérea, Gonçalo Pires, disse aos deputados que assim que a TAP deu conta do erro, tentou emendar.

“Foi detetada uma situação relativamente a uma reforma bastante avultada de um ex-administrador da TAP durante a administração privada. A equipa laboral analisou o contrato, os advogados especializados concluíram que o contrato era ilegal e a TAP procedeu ao cancelamento da pré-reforma”, explicou Gonçalo Pires.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    31 mar, 2023 PORTUGAL 11:12
    Pois é meus amigos, o grande PROBLEMA da nossa democracia é não haver quem saiba o quanto VALE o dinheiro. Já por várias vezes disse aqui RR que ninguém devia ganhar acima do Presidente da República. Até no setor PRIVADO esse limite devia ser aplicado. É DESUMANO num País que vive de ESMOLAS haver quem viva da GANÂNCIA. Hoje vai ser discutida, mais uma vez, a EUTANÁSIA. Aproveitem e aprovem a EUTANÁSIA POLÍTICA. Senhores Governantes não digam, de boca aberta, que são de uma família política de ESQUERDA.

Destaques V+