A+ / A-

Cinco maiores bancos já oferecem 2% nos depósitos

27 fev, 2023 - 16:39 • Sandra Afonso

Ainda esta segunda-feira, a presidente do BCE defendeu numa entrevista que os bancos devem refletir nos depósitos dos clientes os aumentos das taxas de juro.

A+ / A-

O BCP foi o último a subir os juros e foi até aos 3%. O banco liderado por Miguel Maya aumentou a taxa de juro nos depósitos a três anos, a partir dos 50 mil euros.

A remuneração é progressiva, começa em 0,5% e pode chegar a 3%, no último ano.

Também a Caixa Geral de Depósitos, o Santander Totta, o BPI, o Novobanco e o Montepio já oferecem depósitos com taxas até 2%, mas com condições.

A banca nacional foi das últimas a reagir à subida das taxas de referência, apesar das críticas e recomendações, por exemplo, do Governador do Banco de Portugal, para que o fizessem.

Ainda esta segunda-feira, a presidente do BCE, Christine Lagarde, defendeu numa entrevista que os bancos devem refletir nos depósitos dos clientes os aumentos das taxas de juro. Soube-se ainda que os depósitos caíram 1,4% em janeiro. Segundo o banco de Portugal, é a “maior redução de depósitos de particulares desde o início da série estatística, em 1979”.

Parte deste dinheiro transitou para os Certificados de Aforro, que no primeiro mês do ano registaram uma subida histórica de 14,8%. As famílias preferem financiar o Estado, que oferece mais juros: em março chega ao máximo de 3,5%.

De acordo com o supervisor, por cada 100 euros aplicados em depósitos, os particulares têm 12,5 euros em Certificados de Aforro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+