A+ / A-

Altice e os aumentos de 7,8%. ​Telecomunicações custam “um café” por dia

23 fev, 2023 - 21:47 • Sandra Afonso

O regulador pediu contenção, mas a presidente executiva do grupo da Altice lembra que acompanharam a generalidade das empresas europeias e Portugal foi dos que menos agravou os preços

A+ / A-

Os serviços de comunicação custam “um café” por pessoa. As contas são da Altice, o maior operador em Portugal, que este ano anunciou aumentos de 7,8%, em linha com a inflação.

O regulador pediu contenção, mas a presidente executiva do grupo, Ana Figueiredo, lembra que acompanharam a generalidade das empresas europeias e Portugal foi dos que menos agravou os preços: “a atualização de preços é feita só na mensalidade, não nas outras componentes”, garante.

Sublinha ainda que a inflação também afeta a empresa e, nalgumas áreas, situa-se nos dois dígitos. É o caso do aço, necessário para o 5G, que aumentou 40%.

Já os clientes estão a pagar menos. O serviço mais subscrito, em 2013 custava 79,99 euros, dez anos depois custa 67 euros e foi reforçado. Contas feitas, em média cada pessoa paga 70 cêntimos por dia pelos serviços de telecomunicações. "É um café", lembra Ana Figueiredo.


O investimento realizado pela empresa serve também para Ana Figueiredo defender as fidelizações. O regulador diz que são um embuste e pede uma redução para seis meses, mas a presidente da Altice diz que isto nem sequer é tema, porque os serviços já estão disponíveis sem fidelização.

“Hoje em dia, em Portugal, os clientes têm a opção de subscrever os nossos serviços sem fidelizações. Mais de 5 milhões de números foram portados até ao terceiro trimestre de 2022, 60% destas portabilidades ocorreram nestes últimos 10 anos, o que quer dizer que os clientes movimentam-se entre operador e a fidelização não tem sido um tema”, defende Ana Figueiredo

A presidente da Altice voltou ainda a pedir uma regulação “clara e previsível”, que permita o investimento.

São declarações na apresentação da estratégia até 2030, onde garantiu que não há atrasos no 5G e que a empresa irá cumprir os compromissos assumidos. Neste momento, a operadora já cobre 90% da população, que corresponde a 285 municípios, e no próximo mês Ana Figueiredo promete “estender essa cobertura 5G a Pedrógão Grande”.

A presidente da Altice admite ainda que movimentos de consolidação no setor já estão a acontecer na Europa. Reconhece que dificilmente o regulador deixará o grupo adquirir outro operador, mas a Altice está atenta a oportunidades de negócio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Jorge Duarte
    24 fev, 2023 Lisboa 18:51
    LOL, e ainda gozam...
  • Joao Oliveira
    24 fev, 2023 01:49
    Menos que o custo de um cafe? €67 por mes da €2.33 euros por dia. Mais importante, sao quase 10% de um salario minimo! Porque e que as comunicações em Portugal sao das mais caras da Europa Ocidental relativamente aos salarios?

Destaques V+