A+ / A-

Bruxelas diz que bancos portugueses violaram regras da concorrência

04 jan, 2023 - 09:42 • Olímpia Mairos

Em causa está o chamado “cartel da banca”, que envolveu a partilha de informação comercial durante mais de dez anos sobre os volumes de crédito concedidos e os spreads aplicados nos empréstimos à habitação, consumo e empresas.

A+ / A-

A Comissão Europeia considera que os principais bancos portugueses violaram as regras de concorrência no mercado interno.

O jornal "Público" escreve esta quarta-feira que em causa está o chamado “cartel da banca”, que envolveu a partilha de informação comercial durante mais de dez anos sobre os volumes de crédito concedidos e os spreads aplicados nos empréstimos à habitação, consumo e empresas.

O Tribunal da Concorrência português entende que os bancos CGD, BCP, BES, BPI, Santander e Montepio transmitiam dados que não eram públicos por email e telefone e, antes de decidir se essa prática violou a concorrência e se, em função disso, os bancos devem ser condenados ou absolvidos das contra-ordenações da AdC, levantou uma questão prévia junto do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) para este interpretar o direito europeu à luz dos factos conhecidos e dados como provados.

As observações da Comissão, foram apresentadas no TJUE a 23 de agosto do ano passado, e “deixam os bancos isolados a defender que não feriram a concorrência, mesmo reconhecendo que trocaram informação comercial”, escreve o jornal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel Ferraz
    04 jan, 2023 Vila Nova de Gaia 13:44
    Era de admirar os bancos não fazerem isto. Num pais onde tudo se faz e nada é punido não admira. O povo paga e não é pouco para alimentar esta quadrilha. Pobre classe média que algum dia temos que deixar de ser pacíficos e vir para a rua

Destaques V+