A+ / A-

Costa no arranque do "Roteiro PRR" para verificar no terreno projetos em curso

03 jan, 2023 - 22:28 • Lusa

Execução do Plano de Recuperação e Resiliência envolve mais de 18 mil milhões de euros entre subvenções e empréstimos até 2026.

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, vai estar presente na quarta-feira, no arranque de uma iniciativa do Governo denominada "Roteiro PRR", com a qual se pretende verificar no terreno projetos já em marcha em todo o território nacional.

No Governo, a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que envolve mais de 18 mil milhões de euros entre subvenções e empréstimos até 2026, é coordenada pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Na quarta-feira, no "Roteiro PRR", segundo o executivo, serão destacados "dois temas emergentes para os quais as respostas são urgentes: A habitação e a saúde".

Desta forma, estão previstas visitas a obras de construção de duas novas unidades de saúde, ambas no distrito de Leiria, e uma visita às obras de construção de residências universitárias em Lisboa.

Na quarta-feira, o líder do executivo começa o dia em Leiria, onde, pelas 9h45, visita as obras em curso na Unidade de Saúde da freguesia de Amor, seguindo, depois, para a Unidade de Saúde de Parceiros, Azoia e Barrosa.

Nesta unidade de saúde, verifica as obras em curso e, de acordo com o programa divulgado, fará uma intervenção.

Pela tarde, duas horas antes da posse dos novos ministros das Infraestruturas e da Habitação, João Galamba, e da Habitação, Marina Gonçalves, que está marcada para as 18h00, António Costa desloca-se às obras de construção das residências da Universidade de Lisboa.

Também nesta sessão, na Alameda da Universidade, em Lisboa, o primeiro-ministro vai fazer uma intervenção.

De acordo com uma nota do executivo, o "Roteiro PRR" vai ter eventos "todas as semanas, com diversas iniciativas distribuídas por vários dias da semana e prolongando-se ao longo dos primeiros meses" deste ano.

"O objetivo é verificar, no terreno, a concretização dos projetos já em marcha com os fundos do PRR: da habitação à saúde, das respostas sociais aos apoios às empresas, da cultura à mobilidade sustentável, das florestas à digitalização", refere-se na nota do executivo.

Neste ponto, o Governo salienta que "o PRR vai permitir uma série de investimentos e reformas estruturais em Portugal destinados a impulsionar a retoma e o crescimento económico assente nos três pilares do compromisso com a União Europeia: Resiliência, Transição Climática e Transição Digital".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+