A+ / A-

Governo aumenta em 500 milhões o apoio à fatura energética das empresas

14 dez, 2022 - 16:27 • Sandra Afonso , com Redação

Ministro da Economia revela que, a partir do próximo ano, os consumidores finais do mercado regulado e liberalizado podem contar com uma redução significativa das tarifas de acesso às redes.

A+ / A-

No próximo ano as empresas contam com um total de 3.500 milhões de euros para ajudar a pagar as despesas com a energia.

São mil milhões para o gás e 2.500 milhões para a eletricidade, mais 500 milhões do que estava inicialmente previsto, segundo o ministro da Economia, António Costa Silva.

“Além de todas as medidas implementadas em 2022 e que vão continuar a estar em execução, nós temos estes dois grandes pacotes para 2023, os mil milhões de euros de apoio extraordinário para o preço do gás e os 2.500 milhões de euros de apoio ao preço extraordinário da eletricidade”, anunciou.

Ainda segundo o governante, a partir do próximo ano os consumidores finais do mercado regulado e liberalizado podem contar com uma redução significativa das tarifas de acesso às redes.

No preço final, vai implicar um corte de cerca de 35% na fatura dos consumidores industriais e de cerca de 80% nos consumidores domésticos.

Na mesma conferência de imprensa o ministro do Ambiente anunciou que, na sequência das recentes chuvas, neste momento apenas uma barragem no país mantem limitações na produção, todas as restantes já produzem eletricidade normalmente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+