A+ / A-

Montepio paga apoio extra aos colaboradores entre 400€ e 600€

21 nov, 2022 - 10:05 • Redação

Quem tiver um salário até 1.500 euros recebe 600 euros e entre 1.500 e 2.500 euros vai ter bónus de 400 euros.

A+ / A-

O Banco Montepio também vai avançar com apoios extraordinários aos trabalhadores para aliviar o impacto da inflação.

“Considerando a subida acentuada da inflação e o consequente impacto na vida das famílias, foi aprovado um conjunto de medidas que incluem um apoio financeiro pontual e extraordinário, bem como a revisão de vários benefícios, incluindo o processamento no próximo mês de dezembro de um apoio extraordinário”, avança o comunicado.

Assim, colaboradores com salário até 1.500 euros recebem apoio de 600 euros e os que recebem entre 1.500 e 2.500 euros vão ter um bónus de 400 euros.

O banco diz que "procurará sempre promover medidas que contribuam para o bem-estar das suas pessoas, cujo papel no percurso de recuperação e ajustamento da Instituição tem sido determinante para entregar os objetivos traçados".

Em relação ao Crédito Habitação ACT, decidiu aumentar "plafond individual para 200 mil euros nas novas operações do processo ACT de 2023" e um "reforço do plafond global desta linha de crédito, o que permitirá abranger maior número de pedidos de colaboradores".

Também abriu a possibilidade de alargar o prazo do pagamento do empréstimo até 70 anos de idade (com limite de 40 anos de maturidade), em situações comprovadas de agravamento acentuado no rendimento familiar.

Também existem medidas no âmbito do apoio escolar aos filhos dos colaboradores: renovação para 2023 do apoio complementar a todos os níveis de ensino, subsídio de material e de alojamento; pagamento em dezembro do subsídio de material e de um trimestre de complemento escolar; e introdução de novo apoio “Prémio de Excelência Escolar”.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+