Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Programa "Consolidar"

Banco de Fomento aprova 14 candidaturas de PME a apoios pós-pandemia

29 set, 2022 - 13:44 • Sandra Afonso

Instituição recebeu 33 candidaturas de pequenas e médias empresas ao programa "Consolidar".

A+ / A-

Estão aprovadas 14 candidaturas em investimentos em pequenas e médias empresas afetadas pela pandemia de Covid-19, resultado do programa "Consolidar" do Banco de Fomento, que recebeu 33 propostas.

Para financiar as candidaturas selecionadas, o Banco Português de Fomento duplicou a verba inicial, para 500 milhões de euros, e aponta para um investimento mínimo total de 752 milhões de euros, tendo em conta a comparticipação privada obrigatória de pelo menos 30%.

Estão abrangidas empresas economicamente viáveis e com potencial de recuperação. O dinheiro agora aprovado terá de ser investido até ao final de 2025.

A execução dos investimentos será acompanhada por um observador nomeado pelo Banco de Fomento e sujeito a análise de um auditor registado na CMVM, o regulador do mercado de capitais.

As sociedades de capital de risco vencedoras são ActiveCap, CoRe Capital, Crest Capital Partners, Draycott, ECS Capital, Fortitude Capital, Grosvenor, Growth Partners, HCapital Partners, Horizon Equity Partners, Inter-Risco, Oxy Capital, Portugal Capital Ventures e Touro Capital Partners.

Candidatura da Portugal Ventures verificada com "cuidado especial"

O Banco Português de Fomento garantiu esta quinta-feira que a candidatura da participada, Portugal Ventures, foi alvo de um "cuidado especial", tudo para garantir que se tratava de uma transação de mercado.

Segundo o administrador executivo do BPF, Tiago Simões de Almeida, aplicam-se as regras do Banco de Portugal, enquanto participada do Banco de Fomento. “Quando há uma transação com uma parte relacionada, há um dever de cuidado especial, sendo necessário um conjunto de pareceres de órgãos distintos do banco, que atestem que essa relação de negócio [constitui] uma transação de mercado", acrescenta.

O responsável garante que todos os pareceres obtidos foram favoráveis.

A sociedade de risco Portugal Capital Ventures tem um investimento previsto pelo BPF de 32.500.000 euros. O investimento privado mínimo é de 13.930.000 euros.

O objectivo é investir em “projetos de crescimento e expansão de PME [Pequenas e Médias Empresas] e 'mid caps' com forte cariz de inovação tecnológica, com uma estratégia de aceleração da sua tração ao mercado e de posicionamento como empresas globais".


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+