A+ / A-

Habitação

Avaliação bancária das casas atinge novo recorde

27 jul, 2022 - 14:38 • Sandra Afonso

O metro quadrado já ultrapassa os 1.400 euros na média nacional, com uma subida de 27 euros, indica o INE. Em comparação com junho do ano passado, aumentou mais de 15%.

A+ / A-

A avaliação bancária das casas atingiu um novo recorde em junho, revelam os dados avançados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O metro quadrado já ultrapassa os 1.400 euros na média nacional, com uma subida de 27 euros. Em comparação com junho do ano passado, aumentou mais de 15%.

São contas que têm por base cerca de 29 mil avaliações bancárias feitas em junho.

Em comparação com o mesmo mês de 2021, o valor mediano aumentou 15,8%.

Por regiões, o Algarve destaca-se com o metro quadrado mais caro, são mais 34% que a mediana nacional.

Segue-se a Área Metropolitana de Lisboa (+32,9%) e o Alentejo Litoral (+9,9%).

No extremo oposto, com o metro quadrado mais barato, estão as Beiras e a Serra da Estrela, onde o valor é cerca de metade da mediana.

Por tipo de alojamento, os apartamentos mantêm o metro quadrado mais elevado do que as moradias, mas ambos continuam a registar valorizações.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+