Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Empresas pedem uma linha de apoio a fundo perdido à tesouraria para fazer face à inflação

14 jun, 2022 - 00:39 • João Malheiro

Confederação das Micro, Pequenas e Médias Empresas lamenta que os apoios prometidos pelo Governo durante a pandemia não tenham chegado às empresas. "Não foi mais nada do que um 'flop' propagandístico por parte do Governo."

A+ / A-
Entrevista a Jorge Pisco, presidente da CPPME

Preocupada com o impacto económico da guerra, a Confederação das Micro, Pequenas e Médias empresas (CPPME) pede uma linha de apoio a fundo perdido de apoio à tesouraria, para fazer face à pandemia e ao aumento da inflação.

Ouvido pela Renascença, o presidente da CPPME, Jorge Pisco, diz que esta já era uma medida defendida "desde o início da pandemia".

"Não é com linhas de crédito que se resolvem estes problemas que as empresas atravessam", defende ainda, criticando a opção que tem sido tomada pelo Governo.

Jorge Pisco lamenta que os apoios prometidos pelo Governo durante a pandemia não tenham chegado às empresas e que "não foi mais nada do que um flop propagandístico por parte do Governo".

A CPPME alerta que "há muitas incertezas" devido à continuidade da pandemia e a um aumento considerável da inflação e do preço da energia, provocados pela guerra da Ucrânia e que, neste momento, a situação "não é nada animadora".

"É necessário que o Governo olhe para estes problemas de forma diferente. Não basta dizer que o Turismo está a recuperar".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Igualdade
    14 jun, 2022 Perante a crise 13:48
    Se é para "distribuir dinheiro de borla", também quero ... Uns não podem ser "filhos" e outros "enteados", as dificuldades são para todos.

Destaques V+