Tempo
|
A+ / A-

Inflação na Alemanha sobe para novo máximo em quase 50 anos

30 mai, 2022 - 17:07 • Lusa

A taxa de inflação homóloga subiu para 7,9% em maio.

A+ / A-

A inflação homóloga na Alemanha subiu para 7,9% em maio, um novo máximo em quase meio século, de acordo com dados divulgados hoje pela agência federal de estatística alemã Destatis.

Num comunicado hoje divulgado, a Destatis afirma que a inflação subiu 0,9% em maio face a abril, quando a inflação homóloga atingiu 7,4%, precisando que os dados finais sobre o aumento de preços em maio serão divulgados em 14 de junho.

"Desde o início da guerra na Ucrânia os preços da energia em particular aumentaram acentuadamente e têm um impacto significativo na elevada taxa de inflação", explicou a Destatis, salientando que os preços da energia aumentaram 38,3% em maio de 2022 em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Quanto aos alimentos, os preços também subiram a uma taxa acima da média de 11,1%.

A Destatis relata que está a ocorrer um efeito em cascata nos aumentos de preços, que se repercutem entre si em vários níveis de atividade, ao que se juntam os "efeitos sobre os preços das cadeias de abastecimento perturbadas em resultado da pandemia da covid-19".

A agência constata que a última vez que a taxa de inflação na Alemanha foi tão elevada como em maio de 2022 foi no Inverno de 1973/1974, quando os preços do petróleo também subiram acentuadamente em resultado da primeira crise petrolífera.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+