Tempo
|
A+ / A-

Turismo de Portugal aconselha Norte a optar pela Ibéria em vez da TAP

26 mai, 2022 - 12:23 • Redação

As declarações foram proferidas durante uma reunião promovida pelo Turismo do Porto e Norte, em que participaram vários agentes da região e a secretária de Estado do Turismo.

A+ / A-

O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, incentivou os parceiros da região Norte a apostarem na Iberia como parceiro estratégico.

As declarações foram proferidas durante uma reunião promovida pelo Turismo do Porto e Norte, em que participaram vários agentes da região e a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

De acordo com várioas pessoas presentes no encontro, citadas pelo "Jornal de Notícias", Luís Araújo sugeriu que devessem esquecer a TAP como parceiro estratégico e aconselhou-os a optar pela Iberia, pela diversidade de ligações em Madrid.

"O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, pediu ajuda para transformar Madrid no aeroporto de conectividade internacional para o Porto", disse ao JN fonte presente na reunião.

Araújo destacou também que "a Iberia tem naquele aeroporto ligações que cobrem praticamente todos os continentes".

TAP essencial em todo o território nacional

Na reação à notícia avançada pelo "Jornal de Notícias", o Turismo de Portugal emitiu um comunicado no qual assegura que a companhia aérea portuguesa "é não só essencial para o setor em todo o território nacional como um parceiro estratégico do Turismo de Portugal".

Na nota, o Turismo de Portugal ressalva, no entanto, que, uma vez que a IBERIA "incluiu recentemente os destinos de Porto e Lisboa no seu programa, tem sido desenvolvido um trabalho no sentido de tornar ainda mais atrativos estes destinos para os passageiros que fazem ligação em Espanha".

[notícia atualizada às 16h16]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+