Tempo
|
A+ / A-

IRS. Fisco já reembolsou 1.253 milhões de euros

04 mai, 2022 - 20:41 • Lusa

Segundo o Governo, até agora, foram entregues mais de 3,2 milhões de declarações de IRS pelos contribuintes.

A+ / A-

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já reembolsou cerca de 1.253 milhões de euros desde que a campanha do IRS arrancou, em 01 de abril, com este valor a abranger 1,3 milhões de contribuintes, informaram as Finanças.

"No âmbito da campanha de IRS de 2022 relativa aos rendimentos auferidos em 2021, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) reembolsou cerca de 1.253 milhões de euros até quarta-feira, dia 4 de maio", indica o Ministério das Finanças, num comunicado divulgado esta quarta-feira.

Segundo o Governo, até agora, foram entregues mais de 3,2 milhões de declarações de IRS pelos contribuintes.

Destas, 41% foram submetidas através do IRS Automático e 59% foram submetidas de forma manual. Das declarações entregues foram já liquidadas cerca de dois milhões.

Segundo as Finanças, destas, mais de 1,3 milhões correspondem a reembolsos aos contribuintes, num montante total de 1.253 milhões de euros.

De acordo com a mesma informação, foram também emitidas cerca de 227 mil notas de cobrança, num total de cerca de 119 milhões de euros, sendo as restantes nulas.

O Ministério das Finanças recorda que os contribuintes podem entregar a sua declaração de rendimentos até ao dia 30 de junho.

Os contribuintes que pretendam podem recorrer ao atendimento presencial nos Serviços de Finanças, devendo o agendamento ser feito através do Portal das Finanças ou do Centro de Atendimento Telefónico da AT.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+