Tempo
|
A+ / A-

Web Summit expande-se para o Rio de Janeiro

03 mai, 2022 - 14:07 • Daniela Espírito Santo

Evento confirmado para maio de 2023.

A+ / A-

É a primeira vez que a Web Summit sai da Europa. A Web Summit anunciou, esta terça-feira, a expansão da feira de tecnologia para a América Latina com uma edição a ter lugar em 2023 no Rio de Janeiro, Brasil.

Em conferência de imprensa, o CEO da empresa irlandesa, Paddy Cosgrave, explica que a decisão faz parte do seu plano de expansão internacional. A América Latina acabou por ser o primeiro novo "hub" pois é a "região que mais rapidamente está a crescer" no campo tecnológico.

"Vai ser um evento completamente novo", admite, no "coração" da "crescente cena tecnológica do Rio". A empresa quer fazer parte do "acordar" do "gigante adormecido" da tecnologia, o Brasil.

O evento deve decorrer entre 1 e 4 de maio de 2023, no RioCentro, na zona da Barra da Tijuca. São esperados cerca de 10 mil participantes.

O acordo feito com o Rio de Janeiro será, indica Paddy Cosgrave, similar com o feito com Lisboa. A ideia é ficar pelo menos três anos no local. A grande diferença parece ser no financiamento: a câmara municipal não irá investir diretamente, tendo arranjado uma empresa para patrocinar o investimento.

Eduardo Paes, presidente da Câmara do Rio de Janeiro, também esteve presente na conferência, feita via Zoom. Paes adiantou que a cidade espera que o evento por lá "permaneça durante bastante tempo", pois é "uma grande oportunidade para trazer empresas para o Rio". "O gigante adormecido está mesmo a tentar acordar", assegura. "Estamos otimistas. É uma grande oportunidade para mudar e criar um novo momento no Rio de Janeiro", finaliza Eduardo Paes, que agradeceu a Portugal ter sido rampa de lançamento e, por isso, ter "voltado a ajudar a descobrir o Brasil, 500 anos depois dos Descobrimentos".

Quanto a Portugal, Cosgrave salienta que estão a "ficar sem espaço" na capital portuguesa, mas nada mudará. "Estamos completamente comprometidos com Lisboa pelo menos até 2028. Portugal não precisa de se preocupar".

[noticia atualizada às 14h44 de terça-feira, 3 de maio de 2022]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+