Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Crise/Energia: Reembolsos do Autovoucher superaram os 66 milhões de euros

01 abr, 2022 - 20:50 • Lusa

Os reembolsos efetuados através do Autovoucher atingiram os 66,89 milhões de euros, tendo o número de adesões ao programa superado os 2,8 milhões, indicou hoje o Ministério das Finanças.

A+ / A-

Do montante total de 66.893.075 euros já transferidos para as contas dos consumidores que aderiram ao Autouvoucher, quase dois terços (40 milhões de euros) foram pagos desde o dia 04 de março, data em que foi anunciado que o apoio mensal atribuído através deste programa iria aumentar de cinco para 20 euros.

Tal como sucedeu em março, também em abril os consumidores aderentes vão receber um reembolso de 20 euros (apoio equivalente a 40 cêntimos por litro até ao limite de 50 litros mensais) após realizarem o primeiro abastecimento do mês.

Lançado no início de novembro, o Autovoucher começou por consistir na atribuição de um reembolso de 10 cêntimos por litro até ao limite de 50 litros mensais de combustível aos consumidores registados na plataforma IVAucher, sendo o valor (equivalente a cinco euros) pago com o primeiro abastecimento do mês.

A medida foi desenhada para durar durante cinco meses -- de novembro de 2021 a março de 2022 --, tendo ficado definido que, caso o consumidor não faça qualquer abastecimento num mês, o apoio previsto "desliza" e acumula com o valor do(s) mês(es) seguinte(s).

Porém, perante a escalada de preços registada após a invasão da Ucrânia pela Rússia, o Governo decidiu reforçar de 10 para 40 cêntimos (ou de cinco para 20 euros) o valor do subsídio atribuído em março e abril.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+