Tempo
|
A+ / A-

Combustíveis vão ter o maior aumento semanal de sempre

04 mar, 2022 - 11:03 • Redação

Preço do gasóleo vai aumentar 14 cêntimos na próxima semana e a gasolina oito cêntimos.

A+ / A-

O preço do gasóleo vai aumentar 14 cêntimos na próxima semana e a gasolina oito cêntimos. A informação é confirmada à Renascença por fonte do setor.

É o maior aumento semanal de sempre e resulta da subida dos preços do petróleo. O barril de brent, que serve de referência para a Europa, chegou a ser vendido esta semana acima dos 119 dólares, mas agora sege a negociar nos 112 dólares.

Com esta subida de 14 cêntimos, o litro do gasóleo vai ser vendido a 1,81 euros. Já a gasolina simples 95 passará a custar 1,912 euros.

Os preços do petróleo da OPEP subiram para 103,89 dólares por barril na terça-feira, mais 4,7% (4,67 dólares) que o valor do dia anterior (99,22 dólares), anunciou esta quarta-feira o grupo petrolífero baseado em Viena.

Impulsionado pela invasão russa da Ucrânia e pelas sanções financeiras e económicas impostas pelo Ocidente a Moscovo, o nível atual do preço do barril utilizado como referência pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) não era registado desde finais de julho de 2014.

Juntamente com os Estados Unidos e a Arábia Saudita, a Rússia é um dos três maiores produtores de "ouro negro", e a escalada das tensões tem suscitado receios de problemas de abastecimento, um fator que tem acentuado a tendência de subida sustentada já demonstrada pelos preços do petróleo devido ao vigoroso crescimento da procura global.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    04 mar, 2022 Lisboa 13:20
    Espera-se que o governo cumpra palavra dada e reduza taxa de impostos para minorar estes aumentos. Ficamos a ver.

Destaques V+