Tempo
|
A+ / A-

Inflação em Portugal aumenta para 3,3% em janeiro

10 fev, 2022 - 13:18 • Lusa

Por sua vez, o indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) também acelerou, registando uma variação homóloga de 2,4%, que compara com 1,8% em dezembro.

A+ / A-

A taxa de variação homóloga do índice de preços no consumidor (IPC) aumentou para 3,3%, em janeiro, uma subida de 0,6 pontos percentuais face à observada no mês anterior, informou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Por sua vez, o indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) também acelerou, registando uma variação homóloga de 2,4%, que compara com 1,8% em dezembro.

Segundo a autoridade estatística, a variação mensal do IPC foi 0,3% (nula no mês precedente e -0,3% em janeiro de 2021). .

Já a variação média dos últimos doze meses foi 1,5%, face a 1,3% em dezembro.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português apresentou uma variação homóloga de 3,4%, superior em 0,6 pontos percentuais à do mês anterior e inferior em 1,7 pontos percentuais ao valor estimado pelo Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) para a zona Euro.

Em dezembro, aquela diferença tinha sido de 2,2 pontos percentuais, notou o INE.

Quando excluídos produtos alimentares não transformados e energéticos, o IHPC em Portugal registou uma variação homóloga de 2,5%, que corresponde a uma taxa igual à estimada para o mesmo indicador na zona Euro.

O IHPC registou uma variação mensal de 0,3% (nula no mês anterior e -0,3% em janeiro de 2021) e uma variação média dos últimos doze meses de 1,2% (0,9% no mês precedente).

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+