A+ / A-

Comprar carvão a Espanha? “Circulam factos incorretos”, diz ministro do Ambiente

07 fev, 2022 - 16:38 • Sandra Afonso

Portugal deixou definitivamente de produzir eletricidade através de carvão em novembro de 2021.

A+ / A-

O Governo nega que Portugal esteja a comprar energia a Espanha por ter encerrado as centrais a carvão.

“Não existe uma relação de causa e efeito entre os dois factos”, garante o Ministério do Ambiente, numa nota que acaba de divulgar.

O gabinete de João Matos Fernandes diz que “circulam factos incorretos”, que relacionam o encerramento daquelas infraestruturas com o baixo nível de água nas barragens e a importação de eletricidade de Espanha.

O Ministério lembra que quando Portugal produzia energia a carvão já recorria a Espanha – tudo depende de quanto chove em cada ano.

Além disso, comprar carvão ao exterior para produzir energia era também importar energia, com a agravante de que tinham de ser pagas licenças de dióxido de carbono.

O executivo garante que a única forma de diminuir a fatura dos consumidores é pela “aceleração na entrada em funcionamento de toda a potência renovável possível”. No último ano, o aumento da produção solar já superou a produção da central do Pego.

A Central Termoelétrica do Pego deixou de produzir eletricidade através de carvão em novembro de 2021.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+