Tempo
|
A+ / A-

João Leão entrega Orçamento "do investimento e da classe média"

11 out, 2021 - 23:38 • Redação

Ministro das Finanças demonstrou-se confiante na aprovação de "um bom Orçamento para o país". Proposta foi entregue a 22 minutos do tempo limite.

A+ / A-

O ministro das Finanças, João Leão, entregou esta segunda-feira, muito perto da hora limite, a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Eram exatamente 23h38 quando João Leão cumpriu a formalidade de deixar nas mãos de Ferro Rodrigues as contas do Estado para o próximo ano.

A proposta de Orçamento do Estado para 2022 será apresentada ao país pelo ministro das Finanças, em conferência de imprensa marcada para esta terça-feira, às 9h00.

O primeiro processo de discussão do OE2022 durará entre os dias 22 e 27 de outubro, dia em que será feita a votação do documento na generalidade.

No dia seguinte, e em caso de aprovação na generalidade do documento, começará a especialidade do OE2022, com diversas audições dos diferentes ministros e entidades no parlamento, uma fase que durará cerca de um mês.

Os partidos terão até 12 de novembro para entregar as suas propostas de alteração ao documento do Governo, e a votação final global está agendada para 25 do mesmo mês.

Através das redes sociais, o primeiro-ministro salientou que este é um "Orçamento amigo do investimento, dirigido às classes médias e focado nos jovens".

Um Orçamento "bom para o país"

Numa declaração feita na Assembleia da República, já depois de entregar o OE2022 a Eduardo Ferro Rodrigues, João Leão destacou que este "é o Orçamento do investimento e da classe média".

O ministro das Finanças promete "mais investimento público e mais investimento privado", centrado na "recuperação económica do país", depois da crise provocada pela pandemia da Covid-19.

"É um OE que tem em conta o desafio ambiental, a transição digital e o desafio regional. É um OE que se preocupa com o presente, mas também com o futuro. E é responsável", garantiu, aos jornalistas presentes no local.

João Leão repetiu também as palavras do primeiro-ministro, prometendo um Orçamento "focado nas famílias e nos jovens".

Quando questionado sobre se o Orçamento seria aprovado, o ministro das Finanças demonstrou-se confiante.

"Estamos convictos que temos um Orçamento bom para o país. Não vemos como não será aprovado", respondeu.

Relativamente às negociações com os parceiros à Esquerda do Governo, João Leão não quis abrir o jogo e apenas disse que o Executivo "tem demonstrado abertura para negociar com os partidos".

E sobre a dificuldade de se conseguir um consenso, dentro do Governo, sobre a proposta do OE2022, o governante desdramatizou: "Este é o sétimo orçamento que apresento. Não foi diferente dos outros. São sempre escolhas exigentes".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+