Tempo
|
A+ / A-

Turismo. Governo espera "boas surpresas" para este verão e mantém objetivos para 2027

21 mai, 2021 - 11:54 • Cristina Nascimento

Ministro da Economia acredita que o pais está “num bom passo” para garantir, até ao verão, a retoma das ligações aéreas.

A+ / A-

O Governo mantém os objetivos de crescimento do turismo para 2027 e espera "boas surpresas" para este verão no que se refere à retoma do tráfego aéreo.

Há quatro anos, a meta estabelecida era alcançar 27 mil milhões de euros de receitas neste. Uma pandemia depois, o objetivo mantém-se.

“O nosso objetivo é chegarmos a 2027 no nível que projetámos em 2017. Em 2017 projetámos um ritmo de crescimento da receita turística que atingisse 27 mil milhões de euros em 2027. A crise podia deixar-nos abaixo deste objetivo. O nosso plano visa colocar-nos nesse nível “, disse o ministro da Economia, Siza Vieira, na apresentação do programa de relançamento do setor do Turismo.

O governante revelou ainda que outro objetivo do plano é reduzir a sazonildade do setor.

Siza Vieira falou ainda sobre a época alta que se aproxima, estimando que "vamos chegar ao Verão com grande parte das ligações aéreas abertas" e com "surpresas interessantes". "Algumas companhias de bandeira que normalmente não fazem ligações de ponto a ponto, estão neste momento a voar mais para Portugal e para outros destinos em Portugal", disse o ministro, dando como exemplo a "British Airways e a Lufthansa que já iniciaram operações e querem reforçar".

O ministro da Economia revelou que "nas últimas semanas" tem tido reuniões ao mais alto nível com várias companhias europeias e norte-americanas e que estas revelaram que a "sua clientela está com grande apetência por Portugal".

Nesta ocasião, o ministro revelou ainda que o IVAucher vai arrancar a 1 de junho, com uma dotação de 200 milhões de euros, remetendo para outra ocasião mais detalhes sobre este mecanismo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+