Tempo
|
Autárquicas 2021
36,91%
126Câmaras
15,92%
65Câmaras
11,63%
23Câmaras
7,64%
17Câmaras
5,06%
15Câmaras
3,87%
0Câmaras
2,18%
0Câmaras
1,83%
5Câmaras
0,77%
0Câmaras
10,09%
9Câmaras
  • Freguesias apuradas: 2906 de 3092
  • Abstenção: 44,24%
  • Votos Nulos: 1,62%
  • Votos em Branco: 2,48%

A+ / A-

Ministro das Finanças confiante na aprovação dos primeiros planos de recuperação em junho

21 mai, 2021 - 12:09 • Manuela Pires , Olímpia Mairos

João Leão espera que esteja tudo ratificado ainda em maio, para se poder preparar ida aos mercados antes do verão.

A+ / A-

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acredita que os primeiros planos de recuperação possam ser aprovados no próximo mês, ainda durante a presidência portuguesa da União Europeia.

“Esperemos que os próximos primeiros planos de recuperação sejam aprovados nas próximas semanas”, disse João Leão esta sexta-feira, em Lisboa, antes da reunião do Eurogrupo que decorre no CCB.

Segundo o ministro da Finanças, é importante, “até meados de junho, termos os primeiros planos de recuperação para dar um forte sinal de união na europa, um forte sinal de que vamos caminhar para a fase de recuperação e um sinal muito importante de que agora estamos concentrados na recuperação europeia”.

João Leão assinalou ainda que 22 países já ratificaram a decisão sobre os recursos próprios.

“Faltam apenas cinco, contamos que nas próximas semanas, esperamos que seja até ao final de maio, os restantes países ratifiquem”, afirmou o ministro, referindo estar “em contacto com os diferentes países para garantir uma rápida ratificação, de modo que se possa ir aos mercados em junho/julho, antes do verão”.

Os países em causa são a Áustria, a Hungria, os Países Baixos, a Polónia e a Roménia, disse, na terça-feira, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis.

À entrada para a reunião, em Lisboa, o ministro das Finanças mostrou também satisfação pelo facto de o crescimento estar a voltar à União Europeia.

Já o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe, estima que, até ao verão, 70% dos cidadãos já devem estar vacinados, perspetivando, assim, uma "forte recuperação" da Europa no segundo semestre, assente no programa de recuperação.

“Estamos numa situação melhor do que aquela em que nos encontrávamos há uns meses atrás. O programa de vacinação está a funcionar e a vacinar milhões de pessoas todas as semanas. Assim, acredito que, até ao verão, 70% dos nossos cidadãos já terão recebido a vacina”, afirmou Donohoe aos jornalistas, na chegada à reunião informal dos ministros das Finanças da zona euro e da União Europeia.

As reuniões informais de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) e da União Europeia (Ecofin) que Portugal recebe no âmbito da presidência do Conselho da União Europeia arrancaram esta sexta-feira, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

Os encontros, que se prolongam até sábado à hora do almoço e em que o ministro de Estado e das Finanças, João Leão, é o anfitrião, contam ainda com a presença dos governadores dos bancos centrais europeus.

Os trabalhos arrancaram com uma reunião informal do grupo de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+