Tempo
|
A+ / A-

União Europeia

Covid-19. Comissão Europeia dá 40 milhões de euros para tratamentos com plasma

31 jul, 2020 - 13:30 • Lusa

UE quer aumentar “a capacidade de recolher plasma convalescente, ou seja, plasma de pacientes recuperados”.

A+ / A-

A Comissão Europeia anunciou esta sexta-feira a mobilização de 40 milhões de euros para serviços de recolha de sangue na União Europeia (UE) a fim de apoiar a compra de equipamentos para tratamentos com plasma para a Covid-19.

“Hoje, a Comissão Europeia convidou mais de 200 serviços de recolha de sangue em toda a UE a candidatarem-se a financiamento para a compra de equipamento de plasmaférese, ou seja, equipamento que retira plasma de dadores”, indica o executivo comunitário em nota de imprensa.

Tendo em vista “apoiar o tratamento de novos pacientes Covid-19” e aumentar “a capacidade da UE em recolher plasma convalescente, ou seja, plasma de pacientes recuperados”, a medida tem um orçamento de 40 milhões de euros suportado pelo Instrumento de Apoio de Emergência, precisa Bruxelas.

As verbas serão atribuídas em forma de subvenção aos serviços públicos e de recolha de sangue e irão variar “de acordo com as necessidades expressas” por estas entidades dos Estados-membros, acrescenta o executivo comunitário.

O objetivo é apoiar a compra de várias máquinas para plasmaférese e equipamento associado, incluindo ‘kits’ de recolha, instalações de armazenamento, testes e caracterização do plasma e programas organizacionais.

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, considera que “o plasma convalescente pode ser um tratamento promissor para a Covid-19”, pelo que o financiamento hoje anunciado é “um passo em frente” no combate à doença na UE.

“Continuaremos a explorar todas as opções possíveis para apoiar o desenvolvimento e acesso a tratamentos seguros e eficazes para a Covid-19 para proteger os nossos cidadãos. Este continua a ser o nosso principal objetivo nas próximas semanas e meses”, conclui Stella Kyriakides.

O tratamento em causa consiste na transfusão de plasma convalescente para pacientes doentes para aumentar a sua imunidade e capacidade de combater a doença.

A eficácia destes tratamentos está a ser investigada em todo o mundo, mas os resultados preliminares são promissores.

Porém, estes tratamentos dependem da recolha de grandes quantidades de plasma convalescente doado por doentes recuperados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+