A+ / A-
FC Porto

Casillas: "Todos os jogadores têm de passar pelo banco"

13 nov, 2017 - 23:19

O guarda-redes espanhol mostra-se pouco perturbado pelo estatuto de suplente no FC Porto. Não obstante, promete trabalhar para recuperar a confiança de Sérgio Conceição.
A+ / A-

Iker Casillas prefere ver o estatuto de suplente no FC Porto como uma oportunidade para fomentar a união do grupo e para trabalhar, de modo a reconquistar a confiança do treinador, Sérgio Conceição.

Em entrevista ao Canal+, de França, o guardião espanhol, de 36 anos, revelou que não se deixa perturbar pela suplência no Dragão.

"Todos os jogadores têm de passar pelo banco, também para perceberem como é não ter a sorte de jogar tanto. As equipas não são só os 11 que jogam e que marcam golos e que os defendem, mas também aqueles que não têm tanta possibilidade de jogar e que ajudam a fomentar a união."

"Estou convencido que, à base de sacrifício, treinar e lutar pelo lugar, com competição saudável, voltarei a lutar por jogar", sublinhou Iker.

Para Sérgio Conceição, que o relegou para o banco de suplentes, tanto a titularidade a José Sá, Casillas só teve elogios: "É um treinador competitivo, com carácter, que tem ambição e vontade de fazer bem as coisas. Jogou no Porto e conhece a necessidade de o clube conquistar títulos, algo que não conseguimos há três ou quatro anos."


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.