Tempo
|
A+ / A-

​Francisco renova apelo de Fátima: “Rezemos pela Igreja”

04 out, 2017 - 12:00

“A todos os que rezam o terço, abençoo com todo o coração”, disse também na habitual audiência das quartas-feiras.

A+ / A-
Francisco renova apelo de Fátima: “Rezemos pela Igreja”
Francisco renova apelo de Fátima: “Rezemos pela Igreja”

O Papa Francisco referiu-se, esta quarta-feira de manhã, ao centenário das aparições de Fátima e renovou o apelo da mensagem deixada por Nossa Senhora.

Na habitual audiência, ao dirigir-se aos polacos presentes na Praça de São Pedro, recordou os pedidos para se rezar o terço todos os dias.

“Quero recordar que há 100 anos, em Fátima, em cada uma das seis aparições, Nossa Senhora pediu: ‘Quero que rezem o terço todos os dias’. Em resposta ao seu pedido, rezemos sempre pela Igreja, pela Sé de Pedro e pelas intenções do mundo inteiro. Peçamos perdão pelos pecados. Rezemos pela conversão dos que duvidam, dos que negam Deus e pelas almas do purgatório”, disse Francisco.

“A todos os que rezam o terço, abençoo com todo o coração”, acrescentou ainda.

No final da audiência, anunciou um encontro de preparação para o próximo sínodo dos bispos sobre os jovens e a fé, previsto para Outubro de 2018.

Esta reunião pré-sinodal realiza-se entre 19 e 24 de Março do próximo ano, com “jovens de todo o mundo, católicos, de outras confissões religiosas e não-crentes”.

O objetivo, disse Francisco, é ouvir de viva voz, “a sensibilidade, a fé e também as dúvidas e as críticas” dos jovens, para depois entregar as conclusões aos bispos que vão participar no sínodo de Outubro de 2018.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+