A+ / A-

Catarina Martins diz que votar "é o melhor da democracia"

01 out, 2017 - 11:29

A coordenadora do Bloco de Esquerda votou por volta das 10h30, em Vila Nova de Gaia.
A+ / A-

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, considera "muito importante que toda a gente" vote nas eleições autárquicas deste domingo, realçando a relevância de os cidadãos escolherem o que consideram melhor, porque o "poder local fica reforçado quanto mais gente participa".

Catarina Martins chegou à Escola Secundária Almeida Garrett, em Vila Nova de Gaia, depois das 10h30 e, após ter estado na fila menos de 15 minutos, pôde exercer o seu direito de voto, tendo sido a 129.ª pessoa a fazê-la na secção número 16.

"É muito importante que toda a gente venha votar. Isso é o melhor da democracia: todos temos uma palavra a dizer. Podemos escolher e devemos fazer-nos ouvir também pelo voto", disse, no final, aos jornalistas.

De acordo com Catarina Martins, "é muito importante votar, é muito importante participar", destacando que "o poder local fica reforçado quanto mais gente participa".

"É o poder mais próximo das nossas comunidades. É muito importante a participação de todos e de todas", apelou.

A coordenadora bloquista realçou que "hoje é o dia de cada um e de cada uma escolher quem quer à frente da sua freguesia, quem quer no seu concelho, quais são os programas, as propostas, os protagonistas que acham que são o melhor para a sua comunidade".

"As urnas estão abertas até às 19h00. Como viram, eu estive numa das secções de votos mais concorridas aqui de Gaia e não demorei sequer 15 minutos a poder exercer o meu direito de voto", enfatizou.

Sobre aquilo que vai fazer no resto dia, Catarina Martins antecipou que vai almoçar com a família, após o que seguirá para Lisboa, uma vez que tem "reuniões ao final da tarde", e estará depois na noite eleitoral, também na capital.

CDS, PSD, PS, Bloco e PCP unidos no apelo ao voto
CDS, PSD, PS, Bloco e PCP unidos no apelo ao voto
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Mario
    01 out, 2017 Portugal 14:51
    Difícil compreender como um partido de esquerda baseado ideias e estatutos de totalitarismo como Venezuela, Coreia do Norte, e os poucos que ainda existem venha falar de democracia. Realmente se houvesse bom senso os Portugueses nem votavam nesses partidos.
  • Mario
    01 out, 2017 Portugal 14:27
    Outra que nem consegue perceber que o povo esta farto de parasitas....