Tempo
|
A+ / A-

Donald Trump: "A Coreia do Norte está à procura de problemas"

11 abr, 2017 - 11:31

Pyongyang ameaça “realizar o contra-ataque mais duro contra os provocadores”. Trump "tweeta" ameaças.

A+ / A-

O Presidente norte-americano, Donald Trump, ameaça a Coreia do Norte, numa altura de crescente tensão entre os dois países.

“A Coreia do Norte está à procura de problemas. Se a China decidir ajudar, será óptimo. Se não, resolvemos o problema sem eles”, escreveu Trump na rede social Twitter.

Trump escreveu ainda que explicou "ao Presidente da China que o acordo comercial com o EUA será bastante melhor se eles resolverem o problema Coreia do Norte".

No fim-de-semana, após o encontro na Flórida com o Presidente chinês, Xi Jinping, Donald Trump deu ordens para que o porta-aviões USS Carl Vinson e outros navios de guerra americanos se dirigissem à península coreana, no Pacífico.

Na resposta, esta terça-feira, a Coreia do Norte condenou a decisão.

Através de um comunicado enviado à agência estatal noticiosa norte-coreana KCNA, o regime de Pyongyang avisa que “está pronta para reagir perante qualquer forma de guerra”.

"Vamos realizar o contra-ataque mais duro contra os provocadores, para nos defender mediante a poderosa força das armas e para mantermos o caminho feito por nós mesmos", diz a nota.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • António Costa
    11 abr, 2017 Cacém 18:57
    O problema chama-se China. Foi a China que participou na Guerra da Coreia, contra as forças das Nações Unidas lideradas pelos EUA. Se as "coisas azedarem" a Coreia do Norte leva um "discreto" puxão de orelhas da China e fica tudo em "Banho Maria". Como até hoje. Um conflito nuclear, se começar vai descambar de certeza.....
  • Miguel Botelho
    11 abr, 2017 Lisboa 18:50
    Ao que parece, o louco e incompetente Donald Trump anda à procura de uma guerra no planeta. Onde vai ser? Na Síria não pode ser, porque desencadeava uma guerra mundial. A mentira e a provocação do passado dia 6 de Abril deve ter sido tão grave que agora virou os canhões para o mar da China. Uma coisa é certa, se Trump decidir atacar a Coreia do Norte, tal como decidiram os americanos em 1950, haverá retaliação da Coreia do Norte contra os Estados Unidos da América. Será Trump tão estúpido em seguir este caminho?
  • André
    11 abr, 2017 Lisboa 16:00
    Os norte coreanos que tem muitos soldados mas, demoram 2 meses a preparar 1 míssil para lançar, tem 1 submarino que foi arranjado depois de os russos o deitarem fora, contra um porta-aviões que consegue disparar mais mísseis por minuto do que a Coreia do Norte em 20 anos... sem contar com os 64 aviões e os 33 navios de escolta (mais 5 a 6 submarinos nucleares que já devem estar na região). Acho que o Kim deve estar a pensar em mudar o corte de cabelo para poder passar por uma esfregona...
  • WTF
    11 abr, 2017 V N Gaia 15:06
    Isto só serve o complexo militar Americano. Assassinos !!!
  • Sempre Atento
    11 abr, 2017 Sernacelhe 14:54
    Este porco fala barato Norte Koreano anda a precisar de uma lição, o Sadam também tinha milhões de homens para combater mas depois pareciam ratazanas a saír dos buracos, com este hipópotamo Coreano vai acontecer o mêsmo, o problema é que tudo se pode complicar com os vizinhos chinocas e isto pode ser terrivel.