A+ / A-

Linha do Norte

Faltam autocarros. Centenas de pessoas à espera de transbordo em Pampilhosa

02 abr, 2017 - 23:36

A Linha do Norte está cortada desde sábado após o descarrilamento de um comboio de carga com cimento.

A+ / A-

O transbordo de passageiros na Pampilhosa, para quem circula de comboio na Linha do Norte, está muito lento e com longas filas de espera.

Um dos passageiros afectados é Daniel Fontoura, locutor da rádio MegaHits, do Grupo Renascença Multimédia.

Daniel Fontoura conta que chegou a Pampilhosa às 21h00, “onde deveria haver autocarros para fazer a transferência de passageiros para Coimbra”, mas quando chegámos “havia zero autocarros à espera dos passageiros”.

“Passado cerca de 10 minutos apareceu um autocarro e passado outros cinco minutos outro autocarro e depois mais nenhum autocarro quando estavam mais de 200 pessoas à espera”, disse.

Centenas de pessoas estão “na rua” e não há explicações de nenhum responsável. Só dizem que “não há autocarros na zona de Coimbra e que tiveram de pedir a Leiria para transportar os passageiros”, acrescenta Daniel Fontoura.

O locutor da MegaHits, que parou na Pampilhosa às 21h00, saiu de Coimbra às 23h45 e só chegou à Gare do Oriente, em Lisboa quase às 2h00. O horário de chegada é habitualmente 22h52, o que equivale a dizer que os passageiros chegaram com cerca de três horas de atraso.

A Linha do Norte está cortada desde sábado após o descarrilamento de um comboio de carga com cimento.

[actualizado às 02h02]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • paulo almeida
    06 abr, 2017 coimbra 12:31
    estes senhores deviam estar 5 ou 6 horas nas urgências dos hospitais à espera de uma consulta. Disso ninguém diz nada. há este senhor não deve ir aos hospitais públicos, peço desculpa.
  • Crespim Silva
    03 abr, 2017 Freixo de Espada à Cinta 08:19
    A CP é uma vergonha, não só não informa os passageiro, mesmo sabendo de problemas de antemão, como responde às reclamações depois do prazo legal para o fazer.
  • Locomotiva
    03 abr, 2017 Entroncamento 07:33
    Normalmente chega às 22h52, o que quer dizer que o comboio é um excelente meio de transporte e atualmente em Portugal funciona bem. Ontem chegou com atraso porque se verifica uma situação anormal, na sequência de um acidente.
  • Antonio Rodrigues
    03 abr, 2017 Viseu 00:05
    Compreende-se. Naturalmente Coimbra ou outra cidade, não teriam de piquete esses autocarros, a contar com o incidente. Alias, isso nem é caso para notícia desse tal locutor de radio.

Destaques V+