Tempo
|
A+ / A-

Portugueses podem pagar menos electricidade em 2017

25 set, 2016 - 09:33

António Costa tenciona cortar o subsídio às empresas que custou aos consumidores privados 110 milhões de euros em 2015.

A+ / A-

A conta da luz pode baixar no próximo ano.

Segundo o jornal “Público”, na sua edição de domingo, António Costa quer cortar às empresas o subsídio da luz que Sócrates lhes tinha dado e que só em 2015 custou aos portugueses 110 milhões de euros.

Cada vez que os consumidores privados ligam o interruptor, pagam mais do que a electricidade que consomem, ou a potência contratada. Os chamados custos de interesse económico, onde este subsídio às empresas está incluído, representam mesmo o encargo mais alto da factura.

A intenção do Governo é cortar esse subsídio, o que terá como consequência uma redução da factura paga pelos portugueses.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alberto Sousa
    26 set, 2016 Portugal 09:19
    Acredite quem quiser. Eu não.
  • Andrade
    25 set, 2016 Lumiar 19:54
    Pessoas que mal podem pagar a eletricidade de suas casas, no entanto com o dinheiro das mesmas subsidiam empresas e barõs! AH GANDA SÓCRAS só assim consegues amigos e tachos, a fazer favores com o dinheiro do povo.
  • cascais
    25 set, 2016 Tires 19:51
    Acho bem pagar menos na luz, em 2017,para que os Portugueses possam aliviar os cordões á bolsa.Também a factura da água devia ser revista porque paga-se muito por outros serviços que não tem nada ver com consumo de água.e desde que algumas camaras privatizaram as águas como o caso de Cascais paga-se mais e pior serviço prestado,portanto esses bens essenciais nunca deviam ser privatizados.Quanto ao sr.Catroga dispenso as suas opiniões,porque é um negociante que sempre prejudicou Portugal sempre que estava envolvido seja com os chineses ou outros ficávamos prejudicados.
  • antonio
    25 set, 2016 Portugal 19:23
    0. Uma regalia dada pelo governo anterior do ps 1. Dos ditos 110 milhões quanto será para reduzir a conta da luz de cada um de nós? Irá o governo fica com 99 milhões e dar uns cêntimos aos Portugueses? 2. Vai renegociar o contrato, ou ele ia terminar, ou vai rasgá-lo. Se for a última, daqui a uns anos vamos pagar a indeminização. Nada que preocupe o partido da bancarrota.
  • Pedro
    25 set, 2016 Lisboa 15:04
    Baixem a electricidade e pagamos menos ainda este ano...
  • Noemia Esteves
    25 set, 2016 Albufeira 15:00
    Mais uma que concordo com costa.Não sei porquê a direita nunca apontou para esta empresa.Foi a troika que mandou? Mas costa está a enfrentar alguns poderosos.Só tenho medo que no futuro tenha que pagar o que hoje pago a triplicar. a electricidade. O futuro está negro, mas a esperança nunca morre,porque senão eu já tinha partido.
  • Jocalado
    25 set, 2016 Amora 13:58
    E a fatura da luz dos prédios que paga a taxa de radiodifusão? A fatura da água é outra vergonha, o valor das taxas é superior ao consumo.Só esquemas para nos sacarem o que querem.
  • Pedro
    25 set, 2016 Rogil 13:13
    Excelente medida.
  • Zé das Coves
    25 set, 2016 Alverca 13:06
    É engraçado, a direita esteve a governar durante 45 anos ninguém se preocupou com as PPP as eólicas, a conta da água ! sim senhor é bom ler estes comentários ! sinal de cidadania !!!
  • 25 set, 2016 Alverca 13:01
    Lá vêm eles com a maia de ajudar o povo !