Tempo
|
A+ / A-

Mulher do autor de massacre na Flórida pode ser acusada

15 jun, 2016 - 01:20

Noor Salman sabia dos planos e disse às autoridades que tentou demover o seu marido de realizar o ataque, avançam fontes citadas pela comunicação social norte-americana.

A+ / A-

A mulher do autor do massacre em Orlando, na Flórida, pode ser em breve acusada de envolvimento naquele que é o maior ataque nos Estados Unidos desde o 11 de Setembro.

De acordo com a notícia avançada pela FoxNews, que cita uma fonte do FBI, o Ministério Público convocou um júri para investigar Noor Salman, a mulher do atirador Omar Mateen.

Noor Salman já foi interrogada e poderá ser acusada de cumplicidade no atentado terrorista que provocou 50 mortos e 53 de feridos num clube nocturno.

Fontes citadas pela estação de televisão NBC News adiantam que a mulher sabia dos planos e disse às autoridades que tentou demover o seu marido de realizar o ataque.

Durante o interrogatório também contou aos agentes do FBI que, numa ocasião, levou Omar Mateen de carro até ao bar “Pulse”, onde aconteceu o massacre do último domingo, porque ele queria estudar o local.

Natural de Nova Iorque e filho de pais afegãos, Omar ligou para a linha de emergência nacional antes do massacre de Orlando a jurar fidelidade a vários grupos radicais islâmicos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luis
    15 jun, 2016 Lisboa 09:29
    As diversas policias de investigação Americanas fazem-me lembrar a famigerada PIDE. No regime antigo sabia-se (?) que não havia nenhum local em Portugal onde não houvesse um pide. Todos com olhos de lince e orelhas de elefantes. Para a Historia provado fica apenas o facto de ser feito o 25 de Abril e eles terem sido todos apanhados com as calças na mão e ainda bem. Com os FBI,s Americanos parece que se passa um pouco a mesma coisa, Todo o mundo dorme e só depois delas acontecerem é que descobrem através dos arquivos que tudo poderia terser evitado.
  • Manuel
    15 jun, 2016 Lisboa 08:52
    O TRUMP é que tem razão.
  • António Costa
    15 jun, 2016 Cacém 08:30
    Deixem a mulher em paz! Este individuo telefonou para o 112, antes do crime e nada foi feito.....Responsabilizem os promotores e mandantes! Como fizeram com a Ku Klux Klan! Deixem de ser cobardes!

Destaques V+