Tempo
|
A+ / A-

Alegre recusa que Governo seja “geringonça"

28 mai, 2016 - 23:50

Militante socialista deixou elogios ao primeiro-ministro, mas também aos líderes de PCP e Bloco, em Coimbra.

A+ / A-

O histórico militante socialista Manuel Alegre recusa que o Governo e a maioria parlamentar de esquerda que o apoia sejam uma "geringonça" e que o termo "é uma invenção" da direita para degradar o acordo governativo.

Falando na sessão de encerramento do congresso da federação distrital do PS, que decorreu em Coimbra, Manuel Alegre homenageou o líder socialista e primeiro-ministro António Costa e deixou "uma grande homenagem a Jerónimo de Sousa [secretário-geral do PCP] e também à Catarina Martins" [porta-voz do Bloco de Esquerda], pela "solução democrática" encontrada no apoio ao Governo.

"Sem esta solução, a outra seria o PS a ser capturado pela direita", afirmou Manuel Alegre, frisando que um acordo desse género seria "um atentado à razão histórica" que levou à criação do PS "que é a defesa dos mais fracos".

Manuel Alegre disse ainda que o Governo e o acordo parlamentar que o sustenta "está a ter um papel pioneiro" na Europa e que o primeiro-ministro António Costa "não provoca mas também não se deixa provocar" pelos líderes europeus e pelo sector financeiro.

"António Costa não afronta mas também não se põe de joelhos perante a Europa", sustentou.

Destacou ainda o papel do PCP e do BE que "têm aprovado soluções que não são fáceis de aprovar" mas que são o garante da estabilidade e "impedem o regresso da direita ao Governo", disse.

"Estamos a fazer uma revolução pacífica", disse.

Alegre apelou ainda à "pacificação" do PS de Coimbra, aconselhando a liderança federativa a promover o diálogo interno.

Já o líder distrital do PS de Coimbra, Pedro Coimbra - que hoje viu confirmada, no congresso, a reeleição para o cargo, obtida em lista única nas eleições directas de 21 de Maio, com mais de 87% dos votos, garantiu apoio "empenhado e dedicado" ao governo liderado por António Costa.

"A tal 'geringonça' funciona bem e tem dado um belo exemplo ao país", frisou Pedro Coimbra.

Entre outros objectivos, Pedro Coimbra quer voltar a vencer as eleições autárquicas no distrito - onde o PS possui a liderança de 12 das 17 câmaras municipais - e "contribuir para a pacificação" do PS distrital, depois das criticas à sua liderança.

A esse propósito, Pedro Coimbra revelou ter convidado António Manuel Arnaut - o anunciado candidato à Federação que desistiu antes das eleições, alegando irregularidades no processo - e outros militantes contestatários para integrarem órgãos da Federação de Coimbra "mas todos recusaram".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Antonio
    30 mai, 2016 Linda a Velha 09:53
    A Voz da revolução.....ou será traição? sempre me disseram que este tipo revelava as posições dos militares Portugueses na Guerra Colonial, quando falava na radio Argel, mentira ou não tem cara de traidor e venham ca desmenti lo que eu acredito que seja verdade, Este procura incessantemente um tacho
  • Dias
    29 mai, 2016 Lx 18:31
    Falou a radio Argel, como é possível dar crédito a este homem com letra pequena.
  • ms
    29 mai, 2016 funchal 15:32
    faltava a opinião (sempre tonta) deste braço de trabalho!!! porque no te callas??
  • É mais um...
    29 mai, 2016 lisboa 14:19
    Este tipo só me faz lembrar o "Lula da Silva" não sei porquê...
  • rogerio
    29 mai, 2016 setubal 12:22
    Eis que fala a voz da cobardia e da deserção
  • Alberto
    29 mai, 2016 Funchal 10:39
    Ainda recebe a reforma da RDP?
  • agostinho v couto
    29 mai, 2016 usa 02:41
    Pois pois a ver vamos daqui por uns meses e nao serao muitos concerteza quando faltar o dinheiro que nao e nosso ai e que vao ser ,,elas menos mau para estes ,,velhos barrigudos parasitas que andam ,,anos atraz de anos a ,,mamar desta ,,dita democracia ,,que eles inventaram para se encher aa farta em nome de um povo ,,que eles ,,escravisam em nome da ,,tal democracia ,,,qual destes ditos ,democratas e pobre -,,nenhum absolutamente nenhum e tudo ,,propagandistas mentirosos ,,interesseiros ,,,escravisadores aaahhh alguns teem a mania que sao ,,intelectuais poetas escritores enginheiros doutores etc ,,etc mas acima de tudo ,,exploradores famintos do poder da aganancia do tacho enfim ,,melhor ficar por aqui essa gente nao merece mais ,,pobre povo que esta pobre gente escravisa sem do nem piedade

Destaques V+