Tempo
|
A+ / A-

Há um segundo D. Sebastião e pode voltar à estação do Rossio

11 mai, 2016 - 09:30

Estátua do monarca ficou totalmente destruída depois de um jovem subir ao local para tirar fotografias.

A+ / A-

Há uma semana, a Estátua de D. Sebastião que decorava a fachada da Estação do Rossio ficou totalmente destruída, depois de um jovem subir ao local para tirar fotografias. Mas foi encontrado um rei substituto no Instituto de Oftalmologia Doutor Gama Pinto, em Lisboa.

O jornal “Público” escreve que existe uma peça idêntica guardada, até agora, no Instituto de Oftalmologia Doutor Gama Pinto, nas antigas instalações do Palácio dos Condes de Penamacor.

Após a notícia da destruição da estátua, a direcção do instituto contactou a Infra-Estruturas de Portugal. "Sentimos que finalmente tínhamos encontrado o destino da estátua que aqui estava" e que foi recentemente encontrada numa arrecadação, descreve Fátima Sena e Silva, membro do conselho administração no instituto.

A mesma responsável confirma que especialistas na área do património já avaliaram a estátua do instituto.

O Palácio de Penamacor, actualmente instituto de oftalmologia, manteve durante muitos anos fortes ligações com a monarquia portuguesa e foi um dos locais de passagem de Edmund Bartissol, um dos engenheiros responsáveis pela obra da estação do Rossio, o que explica a posse da estátua do monarca.

Foi dado conhecimento do incidente, que ocorreu cerca das 23h50 de terça-feira, ao Ministério Público, uma vez que se trata de uma estátua que se encontra num edifício classificado como património nacional.

A estátua do rei D. Sebastião encontrava-se à entrada da estação do Rossio enquadrada por dois arcos em forma de ferradura, símbolo do mitológico cavalo branco em que, reza a lenda, o rei que desapareceu na batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, irá regressar a Portugal montado, numa manhã de nevoeiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luis
    11 mai, 2016 Lisboa 14:48
    Coloquem lá uma estatua do Farsola. Ele e muitos Pafalhados como ele pensam que num dia também de nevoeiro o Farsola vai voltar a ser 1º Ministro. Não se esqueçam de na estatua do Farsola colocarem o penduricalho descaído que ele traz sempre colocado na lapela como simbolo do seu patriotismo muitas vezes posto em causa quando de uma forma servil se ajoalhava para beijar os pés da Merkel.
  • André
    11 mai, 2016 Lisboa 12:03
    Espero é que a colocação da estátua suplente não termine com o processo ao assassino de património e que sirva para incentivar as pessoas a não serem ESTÚPIDAS para obterem fotografias.
  • Bitatus
    11 mai, 2016 Lisboa 11:40
    Agora é só esperar pela manhã de nevoeiro para pôr lá a estátua.
  • Ah pois é!
    11 mai, 2016 Lisboa 11:17
    Vamos deitar abaixo o BINTOIO!!!
  • bintoito
    11 mai, 2016 penteado 10:58
    Não se preocupem que temos um vivinho da Costa. E sairá pelo próprio pé antes que o façam cair.

Destaques V+