|
A+ / A-

António Costa não discursa na Cimeira do Clima. ONU deu "nega"

30 nov, 2015 - 08:14 • José Pedro Frazão

A Renascença apurou junto do gabinete do primeiro-ministro que Costa tentou uma inscrição de última hora, mas foi-lhe negada pelas Nações Unidas. Este caso coloca dúvidas sobre a forma como se procedeu à transição entre governos

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, não vai discursar na Conferência do Clima, em Paris. O novo chefe do Governo estará presente na manhã desta segunda-feira, na sessão de abertura dos trabalhos, onde estão os chefes de Estado e de Governo de todo o mundo, mas não vai tomar a palavra no painel de intervenções dos líderes políticos.

A Renascença apurou junto do gabinete do primeiro-ministro que Costa tentou uma inscrição de última hora, mas foi-lhe negada pelas Nações Unidas. Este caso coloca dúvidas sobre a forma como se procedeu à transição entre governos, de forma a poder inscrever o chefe do Executivo numa conferência desta dimensão, cuja data era conhecida há muito tempo.

Os líderes mundiais dispoem de três minutos para um intervenção em nome do seu país, no segmento de alto nível. No formato desenhado para a Conferência de Paris, os chefes de governo comparecem no inicio da cimeira para sinalizarem o seu empenho num resultado positivo deste encontro. A opção da diplomacia francesa foi tomada após o falhanço da Conferência de Copenhaga que em 2009 viu chegar os líderes mundiais sem um acordo já fechado ao nível ministerial.

No contexto das Conferências do Clima, o negociador político é o ministro do Ambiente. João Pedro Matos Fernandes vai liderar a delegação portuguesa no segmento ministerial, após trabalhos técnicos de negociação que vão prosseguir durante uma semana.

Sem o discurso de António Costa, Portugal fica reduzido a uma única declaração política de alto nível, a ser proferida na próxima semana pelo novo ministro do Ambiente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vasco
    30 nov, 2015 Santarém 22:11
    Será que em Paris ninguém simpatizou com a cara do homem? Como vai listado de governante de assalto talvez seja essa a razão!.
  • Gabriel
    30 nov, 2015 Odia 18:27
    as desculpas já começaram , com 4 dias , já estão a inventar. Mas para fazer má figura mais vale estar calado. aqui ainda temos pachorra para o aturar. mas já vai faltando.
  • Sócrates
    30 nov, 2015 Trofa 16:04
    Deve haver aqui algum mal entendido..por favor esclareçam estas pessoas com palas de lado e rápido. Qual é a parte que a seita socialista ainda nao percebeu que o Governo do Passos nao empobreceu ninguém nos últimos 4 anos? Qual é a parte que eu limpei o dinheiro todo dos cofres do Estado que voces ainda nao perceberam? Como é que o Sr. Passos Coelho tinha possibilidade de pagar ou poupar o que quer que seja sem dinheiro e com dívidas em cima que eu deixei? Basta pensar um bocado...se nao fosse esse senhor a esta hora voces estavam todos na bancarrota e eu em Paris a rir-me de voces. ACORDEM!!!!!!!!!!!!!!! Já chega de fecharem os olhos ao que nao querem admitir!!!! Somos um dos países mais corruptos do Mundo. É uma vergonha!!
  • Ao Domingos
    30 nov, 2015 Lisboa 15:59
    A direita não impôs austeridade, mas sim rigor, diz o senhor??? A sério?!?!?!?!?..... O mesmo rigor que teve Passos Coelho, quando se esqueceu de pagar á segurança social? Ou o rigor de Paulo Portas, quando fez Portugal gastar um valor ofensivo em submarinos, que não servem para nada? Ou ainda, o rigor dos 35% da taxa que iriam devolver, que afinal é, imagine-se, ....0% !... Ou ainda o rigor dos cofres cheios, que afinal era dinheiro retido para pagamento do IVA, e dinheiro retido de divida pública? Ou ainda o brutal "engano" nas contas do défice?..... Sim, senhor Domingos....esta sua direita é um poço de rigor.....é que tem um rigor absoluto a cometer gafes, enganos, esquecimentos etc, etc etc...o que muitos denominam de aldrabices, incompetência, manipulações, etc, etc, etc....Sabe a minha opinião? A direita de Passos Coelho envergonhou, a um nível nunca visto, a direita, na sua génese.
  • Ó "Socrates"
    30 nov, 2015 lx 14:48
    "O governo da direita que vos empobreceu durante 4 anos..." Claro! A si não empobreceu, pelos vistos até beneficiou à custa da desgraça de outros! Daí o ter saudades dele!... Resta saber como foi beneficiado! Se como "assessor", acabado de formar-se, nos gabinetes ministeriais ou em benesses e mordomias derivadas das negociatas das privatizações...Xico-espertos!
  • Os ressabiados
    30 nov, 2015 port 13:04
    da direita radical que nos infernizou durante 4 anos é isto que sabem fazer!...O patriotismo deles era só o uso da bandeirinha na lapela...Ridiculos!
  • ao Domingos
    30 nov, 2015 pt 12:18
    Está a ver-se ao espelho apoiando o Passos Coelho e a "maioria" de "yes men", aprisionada no Parlamento, durante os ultimos 4 anos? Não está?...É preciso ter lata!
  • Sócrates
    30 nov, 2015 Trofa 12:17
    Eu ainda não percebi e continuo sem perceber porque é que há pessoas que ainda confiam em mim.. Eu, o meu caro amigo Costa e a restante seita extremista socialista será que me pode explicar porque é que eu fui preso? Nao percebo..
  • ao "Socrates"
    30 nov, 2015 pt 12:10
    Daqui a 40 anos ainda têm a mesma cassete a funcionar! Está mais do que visto e demonstrado quem é que empurrou a troika para Portugal! Acabemos de vez com emprenhices de ouvido! Passos e o Marco Antonio (Big Mac), foram os grandes responsaveis pela vinda da troika, e catroga o negociador mais oportunista! Tudo rapaziada jeitosa, o resto é só fumaça! Tal como os espanhóis, se tivessem sido patriotas e aprovado o PECIV, negociado com a Merkel, não teriamos tido nem metade dos sacrificios! Ao longo de 4 anos viu-se onde estavam os interesses dos patrioteiros, para provocarem o empobrecimento, custe o que custar (dixit Passos Coelho), dos portugueses e do país!
  • Já muitos o acusaram
    30 nov, 2015 Lx 11:33
    ...de ser vingativo...A quem ? A Pedro Passos Coelho! António Costa terá que ter muita paciência. E fazer bom uso da sua inteligência, da sua serenidade natural e do seu bom senso, para não se deixar perturbar por "raivinhas" de quem não lhe chega aos pés. Aliás, ontem viu-se bem a forma como foi recebido na Cimeira Europeia. O seu brilhante desempenho profissional, que é inquestionável, doa a quem doer, e umas notáveis qualificações académicas, deixam o Pedrinho a anos luz. Impossível alguma comparação entre os dois... E a receção que ontem António Costa teve é bem sinónimo do quanto é respeitado. Portugal não foi "o bom aluno", no tempo de Passos Coelho. Portugal foi o "lambe botas" no tempo de Passos Coelho...e isso deu muito jeito á Alemanha, que beneficiou largamente com a crise... mas não foi isso que conferiu a Portugal mais respeito.... Ser humilde é uma coisa, "rastejar" é outra...e ainda para mais, sem sentido, sem visão, sem fio condutor, sem coerência, apenas com os egos ensoberbecidos e inflamados....e os resultados estão á vista - Pobres empobreceram ainda mais, nuns humilhantes e trágicos 26%, ricos aumentaram ainda mais, nuns vergonhosos e ofensivos 30%, como a divida publica . A crise de Portugal pode ter beneficiado a Alemanha, numa primeira fase, mas pode prejudicar toda a união europeia, se não houver um empenho real em resolve-la. E isso ninguém quer. Portugal precisa desesperadamente de honestidade, competência e altruísmo. Força António Costa!