A+ / A-

​João Proença

Anúncio do PCP “é mais uma tentativa para desmobilizar encontro de Assis”

06 nov, 2015 - 19:39

Antigo líder da UGT, que vai participar no jantar da corrente alternativa socialista, deixa clara a oposição a um Governo do PS, apoiado pelo Bloco de Esquerda e PCP.

A+ / A-

O anúncio de que o PCP enviou ao PS uma proposta de acordo pretendeu desmobilizar os apoiantes da corrente alternativa socialista de Francisco Assis, afirma o socialista João Proença.

“A surpresa é nula, incluindo o anúncio ter sido feito neste momento. É mais uma tentativa para desmobilizar este encontro. Já se tinha percebido que ia haver acordo, agora não se sabe é qual é o conteúdo real” do mesmo, disse à Renascença o antigo líder da UGT.

A caminho do encontro convocado por Francisco Assis na Mealhada, João Proença deixa clara a oposição a um Governo do PS, apoiado pelo Bloco de Esquerda e PCP.

“Esse acordo merece a clara discordância da maioria dos militantes que vão reunir-se, que achavam que o partido deveria assumir uma posição de oposição na Assembleia da República. A direita ganhou as eleições, mas a esquerda tem a maioria na Assembleia da República e o PS poderia liderar uma oposição clara a este Governo do PSD e do CDS”, defende o antigo líder da UGT.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Puches
    07 nov, 2015 Lisboa 16:34
    A direita ganhou as eleições, mas a esquerda tem a maioria no Parlamento.... Mas que disparate está este senhor a dizer?
  • Fernando Proença
    06 nov, 2015 Porto 22:25
    Joao Proença no seu melhor. Pensar que o PC regula a sua actividade política em função de Francisco Assis é no mínimo ridiculo e dá uma má imagem do PS . Ter opiniões diferentes é salutar e democrático. Mas creio que há um tempo adequado para tudo na vida. E este não é de certeza o tempo para Francisco Assis e os outros meus camaradas andarem a fazer este mini "show" desagradavel e desnecessário. Divergir SIM estar do lado da PaF NÃO. Basta ter bom senso. Será assim tão dificil?
  • francisco reigada
    06 nov, 2015 Ponte de Lima 22:11
    Este senhor deveria estar preso pelo que fez aos trabalhadores de Portugal, ao permitir a revisão da legislação do trabalho. Foi o maior retrocesso de direitos desde desde 1910.
  • kukluxklan
    06 nov, 2015 lisboa 22:09
    Ciência Politica, ensina-se em algumas universidades, naturalmente, tem universidades que não ensinam ciência politica, só assim se explica, porque razão andam alguns socialistas alarmados com falta de conhecimento antecipado do acordo. Saberão na devida altura, aliás saberemos todos. António Costa está a fazer o que deve ser feito, e tem o apoio dos socialistas indignados, dos expoliados e dos roubados também. Estes senhores só estão a criar fracturas desnecessariamente, são forçosamente socialistas da parte mais alaranjada..........
  • joão fazendeiro
    06 nov, 2015 Almas de Freire 21:41
    Este sempre escreveu com uma caneta de dois bicos: enquanto dirigente da UGT vivia à conta do trabalhador fazendo "jeitos" ao patronato; hoje vive à conta dos portugueses fazendo "jeitos" à oposição de direita. Também é dos tais que tem uma coluna lombar tão direita como a de um caracol! Pobre ser!
  • Porconta
    06 nov, 2015 Porto 20:39
    Eu pensava que era do acordo que se estava á espera, este vendido não tem é vergonha na cara, pensa que o mundo gira em torno dele e dos amigos, agora percebo porque a UGT chegava sempre a acordo com o governo mesmo que nada de importante o justifica-se e pelos vistos meteram lá outro igual.
  • Barbeiro!!!!!!
    06 nov, 2015 Coimbra 20:38
    E andou este pote de banhas a mamar o suor dos trabalhadores. Fascista infiltrado no PS. Por má sina , sucedeu-lhe outro fascista de igual calibre. Mas alguma vez a UGT foi uma central sindical dos trabalhadores? Quantos filiados tem? Quem é que financia esta central de JAGUNÇOS?
  • jose
    06 nov, 2015 ventosa t.vedras 20:34
    o joao , estava bem no cds e um homem sem nível,e um homem dereita o que faz no PS''
  • Jose Guerra
    06 nov, 2015 Fribourg 20:07
    Que o leitão não lhes caia mal. Se fôr o caso recomendo Rennie.

Destaques V+