Tempo
|
A+ / A-

Igreja de São Cristóvão na lista de monumentos a salvaguardar

16 out, 2015 - 15:38 • Ângela Roque

Data de 1680 e está situada no bairro histórico da Mouraria. Do seu património destacam-se 34 telas de Bento Coelho da Silveira, que carecem de restauro.

A+ / A-

A Igreja de São Cristóvão, em Lisboa, entrou na lista internacional de monumentos a salvaguardar. É o primeiro edifício religioso nacional a conseguir integrar esta lista da World Monuments Watch 2016, um projecto de defesa de estruturas históricas em perigo e que visa a sua promoção junto de investidores.

“É das coisas mais incríveis dizer que uma má notícia é uma boa notícia”, disse à Renascença o padre Edgar Clara para quem esta nomeação "vai trazer mais visibilidade à Igreja e atrair investidores internacionais".

"Acreditamos que alguém olhará para nós e, quer poucos quer muitos, alguns donativos que façam para a World Monuments Watch , podem ser uma mais-valia para a nossa igreja, para este património belíssimo do século XVII”, sublinha.

Situada no bairro histórico da Mouraria, a igreja de São Cristóvão data de 1680. No seu interior há 34 telas de Bento Coelho da Silveira, que precisam de ser restauradas.

Há telhas para comprar

Para ajudar a recuperar o edifício foi criado o projecto “Arte por São Cristóvão” e lançadas várias iniciativas para recolha de fundos, como noites de fado, venda de telhas e biscoitos, e até uma campanha de crowdfunding. O padre Edgar diz que o balanço é muito positivo.

“Já ultrapassámos os 40 mil euros. Por exemplo, a febre das telhas é uma coisa incrível: as pessoas compram uma por 20 euros, escrevem uma mensagem e deixam-na ficar. Já temos quase 10% das telhas necessárias para a cobertura. Temos cerca de 14 mil euros, precisamos de 140 mil, só para a cobertura”.

“Diziam-me ‘o padre é doido’, agora pôr as telhas à venda, quem é que vem comprar?”, recorda. Mas agora há gente do Porto e de Braga a querer ajudar. “No fundo, as pessoas sentem este projecto como sendo um delas. Os biscoitos, por exemplo, já esgotaram a primeira edição. Mil pacotes de biscoitos já nos deram 3. 500 euros”. O "crowdfunding" ultrapassou os cinco mil euros, que era o objectivo.

Comunidade mobilizada

A campanha do "crowdfunding" visava a recuperação de uma tela que foi descoberta atrás do altar-mor da igreja e cujo restauro vai começar em breve. Outras têm estado a ser restauradas ao vivo na igreja, atraindo a curiosidade de muitos visitantes.

Para o padre Edgar Clara, a mobilização das pessoas é a maior prova de quem tem valido a pena lutar por esta igreja. “Tem valido muito a pena, não só pelo património, mas também pelas pessoas. Nas noites de fado, que temos feito na rua, tem estado imensa gente. Tem sido mobilizador de uma comunidade. Um provérbio antigo dizia ‘se queres ver o povo unido põem-no a construir uma catedral’”.

O projecto “World Monuments Watch” é da responsabilidade do World Monuments Fund (WMF), uma organização independente dedicada à preservação do património em todo o mundo, e que contempla apenas 50 monumentos em risco. A inclusão da Igreja de São Cristóvão no programa foi conhecida quinta-feira, em Nova Iorque.

A entrevista ao padre Edgar Clara vai ser transmitida no programa “Princípio e Fim” da Renascença, no próximo domingo, Dia dos Bens Culturais da Igreja.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+