A+ / A-

Algarve assegura casa aos médicos para reforço de verão

11 jun, 2019 - 22:29 • Lusa

Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve dá "bónus adicional" para tentar convencer médicos a irem trabalhar para o Sul do país.
A+ / A-

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve vai assegurar residência aos médicos que queiram trabalhar na região durante o período de verão, avança o presidente daquela entidade gestora da saúde.

"No sentido de cativarmos os médicos a virem trabalhar durante o verão para o Algarve, este ano vamos poder dar um bónus adicional, que é a possibilidade de encontrarmos alojamento gratuito para os profissionais que queiram vir trabalhar para a região", disse à agência Lusa Paulo Morgado, presidente da ARS/Algarve.

O responsável falava à margem da apresentação do plano "Juntos Por um Verão Seguro 2019", que decorreu em Monchique, no Algarve, com a presença da diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

O despacho que autoriza a concessão de alojamento durante o verão para os médicos que aceitem trabalhar na região algarvia, foi publicado no dia 06 de junho em Diário da República, onde no ponto sete se pode ler: "A ARS/Algarve diligencia no sentido de proporcionar alojamento gratuito para os médicos, de acordo com as disponibilidades locais".

Paulo Morgado disse esperar que "este incentivo seja mais um atrativo para que os médicos aceitem trabalhar durante a chamada época alta no reforço dos cuidados de saúde na região".

"Vamos ver se é atrativo ou não. Não é uma situação que possa antecipar, mas é uma novidade que temos para este ano", sublinhou.

Paulo Morgado disse ainda que, durante a próxima semana, a ARS/Algarve vai abrir as candidaturas para assegurar a contratação temporária de médicos que queiram deslocar-se de outras regiões para "ajudar no esforço que os profissionais do Algarve fazem todo os anos para proporcionar uma assistência de qualidade na época alta".

"Acredito que os incentivos sejam atrativos, porque, além do incentivo ao alojamento, o despacho do Governo permite aos médicos deslocarem-se de outras regiões sem autorização do serviço de origem", destacou.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.