A+ / A-

Polícia francesa divulga imagem do suspeito de ataque em Lyon

25 mai, 2019 - 01:41

Explosão de bomba no centro da cidade provocou 13 feridos em vésperas de eleições europeias.
A+ / A-

A polícia francesa divulgou uma imagem do homem suspeito de ser o responsável pelo ataque bombista desta sexta-feira, na cidade de Lyon.

O fotograma retirado do vídeo de uma câmara de videovigilância mostra um homem de boné, óculos escuros e rosto tapado.

O suspeito deixou o explosivo às 17h30 locais (16h30 em Lisboa) junto a uma pastelaria da rua pedonal Victor Hugo, no centro de Lyon, traz uma bicicleta pela mão, que utilizou para se pôr em fuga do local.

A explosão do engenho provocou 13 feridos, entre os quais uma criança. Nenhum corre perigo de vida.

Explosão em Lyon faz pelo menos 13 feridos. "Um atentado", diz Macron
Explosão em Lyon faz pelo menos 13 feridos. "Um atentado", diz Macron

Após o rebentamento, o Presidente francês, Emmanuel Macron, disse tratar-se de um ataque.

Mais tarde, através das redes sociais, Macron, deixou uma palavra para os feridos, as suas famílias e os cidadãos de Lyon.

“Esta noite penso nos feridos da explosão em Lyon, nas suas famílias afetadas pela violência que se abateu sobre os seus familiares rua e em todos os ‘Lyonnais’. Estamos ao vosso lado”, escreveu o Presidente francês.

A investigação judicial, aberta inicialmente por tentativa de homicídio, foi transferida para o Ministério Público de Paris, que centraliza os casos de terrorismo em França.

Marcelo solidário com a França

O Presidente da República reiterou esta sexta-feira a solidariedade de Portugal com a França, perante "mais um ataque aos valores que unem os dois países", numa mensagem ao homólogo francês.

Na mensagem endereçada a Emmanuel Macron, divulgada no portal da presidência, Marcelo Rebelo de Sousa expressa "a sua consternação" pelo sucedido e deseja "as rápidas melhoras a todos os feridos".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.