A+ / A-
Benfica

Luís Filipe Vieira: "Vitória da verdade desportiva"

22 mai, 2019 - 21:37 • Redação

O presidente do Benfica salienta a importância de Bruno Lage e da formação na conquista do 37.º título de campeão nacional.
A+ / A-

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, acredita que a conquista do campeonato, que foi "tão saborosa", significou a "vitória da verdade desportiva" e premiou a melhor equipa, que jogava o melhor futebol.

"Uma vitória da verdade desportiva e do vasto conjunto de profissionais que nas diversas áreas dão corpo à nossa estrutura e à estratégia que desde a primeira hora assumi e liderei para o Benfica", declarou Vieira, no jantar comemorativo do 37.º título de campeão nacional.

Vieira assinalou esta que esta conquista "ficará para sempre na história" e na memória dos benfiquistas, por ter sido difícil e "tão saborosa". Vitória que, considera, é "indiscutível" e meritória, premiando "o melhor futebol e a melhor equipa do campeonato", que venceu cinco dos seis jogos disputados frente aos principais rivais: Porto, Braga e Sporting.

O agradecimento a Lage e o sonho europeu

O presidente do Benfica apontou o dedo ao treinador como responsável pela conquista de um título que chegou ser miragem. Quando Lage chegou ao comando, o Benfica estava a sete pontos do FC Porto.

"E o que dizer de Lage, Bruno Lage? Melhor do que ninguém personificou o sentido do projeto do Seixal. A forma como conciliou a aposta nos nosso jovens talentos com a qualidade e experiência de outros jogadores do plantel, mas também a coragem entusiasmo e determinação com que enfrentou este desafio, caracterizam uma força tranquila que merece um elogio muito especial. Obrigado, Bruno Lage", agradeceu Vieira.

Luís Filipe Vieira agradeceu a todos os que ajudaram a concretizar o sonho de criar "uma das melhores escolas do mundo de formação de jogadores de futebol", que deu os seus frutos neste campeonato. Este título é, também, o quinto dos últimos seis campeonatos a ir para o Benfica, "reforçando claramente a hegemonia no futebol português".

"Estão assim criadas as bases para a estabilidade e visão dos projeto desportivo, solidez financeira, riqueza de recursos e competências técnicas, para darmos novo salto qualitativo e ganhar outra ambição em termos europeus", apontou o dirigente máximo encarnado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • J S
    25 mai, 2019 16:18
    Verdade desportiva,que lata nem a roubar nos ultimos jogos ,ao menos calava-se como antes de acabar o campionato.