A+ / A-

Ferro explica diferença entre jogar nas equipas A e B do Benfica

22 mai, 2019 - 19:03 • Redação

O jovem central assume que a responsabilidade é diferente. Ferro fala sobre a estreia na equipa principal e de Rúben Dias, que facilitou a sua adaptação, além da aposta na formação.
A+ / A-

Francisco Ferreira, ou Ferro, admite que as diferenças entre jogar nas equipas A e B do Benfica são grandes, a começar pela responsabilidade.

"Sabemos que o risco é muito maior quando se joga na equipa A, porque na B, embora lutemos sempre para ganhar todos os jogos, o objetivo acaba por ser a manutenção. Na equipa A joga-se para o título. Às vezes um passe falhado, um erro mínimo pode custar-nos o título. Claro que o peso é diferente. Mas tanto na A como na B temos de jogar sempre para ganhar", frisa o central do Benfica, em entrevista à BTV.

Ferro fez a primeira metade da época na equipa B e, em janeiro, face à lesão de Jardel, passou a ser habitual titular na equipa principal. Uma estreia que até aconteceu mais tarde do que o central estava à espera, ainda que "com muita naturalidade", e que foi "o realizar de um sonho".

Estreia com Rúben, uma aposta que dá frutos e o construtor

A estreia, e a maior parte dos jogos depois disso, foi feita ao lado de Rúben Dias, com quem Ferro fizera dupla na formação do Benfica. Dado que "foi muito importante", porque Ferro já tinha rotinas com o colega:

"Tornou tudo mais fácil. Se tivesse de entrar e jogar logo com o Jardel, com quem só tinha treinado durante uma semana, acredito que tudo corresse bem na mesma, mas com o Rúben foi ainda mais fácil."

Ferro acredita que o título do Benfica, conquistado com vários jogadores da formação, é prova de que o Seixal dá frutos: "Este título mostra que a formação não é uma aposta falhada, mas sim uma aposta certa, e penso que cada vez mais se vai continuar a apostar nos jovens e na formação."

O mérito do título pertence a todos, no entanto, Ferro destaca um nome. "O coletivo foi muito importante, mas é impensável não se falar do míster Bruno Lage. Ele acaba por ser o grande construtor da equipa, mas penso que todos foram determinantes. Todos ajudam. Todos estávamos virados para o mesmo, para o título", afiança o central, de 22 anos.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.