A+ / A-

​Vaticano quer “soluções eficazes” para proteger vida de Vincent Lambert

21 mai, 2019 - 15:05 • Redação com Ecclesia

Lambert é um doente tetraplégico que está há 10 anos em estado vegetativo. Caso chegou às instâncias judiciais francesas, que já chegaram a ordenar a interrupção da alimentação e hidratação de Lambert.
A+ / A-

O Vaticano quer “soluções eficazes” para proteger a vida de Vincent Lambert, o tetraplégico de 42 anos que está há 10 em estado vegetativo.

A posição do Vaticano, manifestada esta terça-feira, surge depois de ter sido reiniciado o processo para interromper a alimentação e hidratação do doente.

Esta foi a quarta vez em seis anos que o protocolo de fim de vida é iniciado, sendo posteriormente interrompido por recursos judiciais. Lambert está em estado vegetativo crónico e com lesões cerebrais consideradas "irreversíveis" por alguns médicos.

A família não tem conseguido chegar a acordo sobre a assistência a prestar a Vincent Lambert e o caso chegou às instâncias judiciais francesas.

Numa nota tornada pública esta terça-feira, o Vaticano reitera “que a interrupção de alimentos e hidratação é uma grave violação da dignidade da pessoa”.

O arcebispo de Reims, D. Éric de Moulins-Beaufort, e o seu bispo auxiliar, D. Bruno Feillet, assinaram uma declaração sobre o caso, em que apelam à sociedade francesa para que não embarque no “caminho da eutanásia”.

Em abril de 2018, o Papa pedia apoio às famílias de Vincent Lambert e do pequeno Alfie Evans, já falecido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.