A+ / A-

No domingo, faz-se história em França. Pela primeira vez, uma mulher vai arbitrar na Ligue 1

23 abr, 2019 - 16:23 • Redação com Lusa

Stéphanie Frappart, habituada a arbitrar na segunda divisão masculina, vai dirigir o jogo entre Amiens e Estrasburgo, da jornada 34, como preparação para o Mundial feminino.
A+ / A-

Stéphanie Frappart é a primeira mulher designada para arbitrar um jogo do campeonato francês de futebol. A árbitra vai dirigir o encontro entre Amiens e Estrasburgo, da 34.ª jornada.

"No âmbito da sua preparação para o Mundial feminino de 2019, a árbitra francesa [Stéphanie Frappart] foi designada pela direção da arbitragem da FFF [Federação Francesa de Futebol] para dirigir na próxima ronda da Ligue 1", revelou a federação, esta terça-feira, em comunicado.

A decisão da FFF surge depois de a FIFA apelar a que as federações com árbitros no Mundial feminino possam oferecer a estes as melhores condições de preparação técnica, atlética e na assistência vídeo.

No Amiens-Estrasburgo, que está marcado para domingo, Stéphanie Frappart, de 35 anos, que desde 2014 apita jogos da II Liga francesa, contará com o internacional francês Clément Turpin no videoárbitro.

Esta não será a primeira experiência de Frappart com uma equipa da primeira divisão masculina: em janeiro, apitou um jogo da Taça de França, dos 32 avos de final, entre o Saint-Étienne e o Olympique de Estrasburgo. Os "verts", que militam na Ligue 1, venceram por 0-6.

O Mundial feminino de futebol vai realizar-se em França, entre 7 de junho e 7 de julho.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.